Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
dstgroup promove clássicos da filosofia junto dos seus trabalhadores
Guimarães avança com equipa multidisciplinar de saúde no apoio às escolas em articulação com Ministério da Saúde

dstgroup promove clássicos da filosofia junto dos seus trabalhadores

Famalicenses com mais de dois mil lugares de estacionamento gratuito na cidade  

dstgroup promove clássicos da filosofia junto dos seus trabalhadores

Braga

2020-09-28 às 16h01

Redacção Redacção

Formação em parceria com a Universidade Católica de Braga

O dstgroup iniciou junto dos seus trabalhadores um curso de Formação Filosófica, lecionado pela Universidade Católica de Braga. A iniciativa destina-se a 350 quadros superiores do grupo empresarial e terá a duração de dois anos letivos, uma aula por semana, decorrendo a formação através das plataformas digitais. A formação, que se estende por um total de 70 horas, contará ainda com sessões extra assinadas por convidados de renome, numa imersão completa pela Biblioteca de Clássicos da Filosofia.

A formação será uma viagem através dos autores e dos filósofos mais representativos da História da Filosofia, uma viagem de Heráclito a Sartre com estações em mais 30 filósofos entre os quais Parménides de Eleia, Platão, Aristótelos, Marco Aurélio, Santo Agostinho, Descartes, Rousseau, Marx, Nietsche e Popper, entre tantos outros.

O repto de formar os trabalhadores do dstgroup na tradição filosófica foi lançado por José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do dstgroup, à mais antiga escola filosófica da região, que “através do seu prestigiado corpo docente, abraçou o desafio de exercitar o pensamento filosófico fora da academia. A esperança no projeto é grande, do lado da academia e do lado da empresa. Vão certamente despontar novas alianças, que podem ser sinal de um mundo algo diferente daquele a que estamos habituados”, assinala João Manuel Duque, presidente da Universidade Católica, em Braga.

Para o presidente daquele instituição académica, “a filosofia sempre teve uma estreita ligação com a realidade quotidiana, sobretudo quando praticada pelos seus melhores pensadores”, admitindo, porém que “muitas vezes, sucumbiu à tentação do enclausuramento académico. Entretanto, essa mesma filosofia académica entrou em crise num mundo mercantilizado e parece ter arrastado, nessa crise, a crise do pensamento crítico contemporâneo, com consequências nefastas para todas as dimensões da vida, nomeadamente a dimensão política.” É, por isso, que João Manuel Duque aplaude esta iniciativa de José Teixeira em apostar nesta formação, considerando que “também a dimensão laboral precisa de redescobrir a tradição filosófica, que só poderá ser benéfica no desenvolvimento dos seus quadros e na melhoria das próprias relações laborais”. Esta ideia de colocar os trabalhadores em contacto com os pensadores maiores de todos os tempos é, no seu entendimento, “uma forma nova de o mundo laboral e empresarial se posicionar – mas também um novo modo de posicionamento do trabalho filosófico.”

A parceria, com a primeira instituição de ensino superior na cidade Braga e na região do Minho e que contribuiu para um notável desenvolvimento da cultura e reflexão filosóficas em Portugal, é, de acordo com José Teixeira, “o golpe de asas em termos de qualificação dos nossos recursos humanos”. Para o líder do dstgroup, “a filosofia é a procura constante em torno do ser, do conhecimento, do saber, da moral, da ética, é um olhar para dentro de nós e uma procura incansável pelas perguntas certas.” Com este curso em horário laboral e no âmbito da formação obrigatória, “estamos a apostar em qualificar as competências das nossas pessoas, através de uma abordagem que contribua para um melhor entendimento das mudanças e transformações que vivemos no nosso tempo, dotando-os de ferramentas que estimulem a reflexão sobre temas complexos, um aspeto muito valorizado neste mercado cada vez mais competitivo”, adianta. “Sermos como Símias ao concordar com Sócrates quando este defendia “que existem realidades tais como a justiça em si, a bondade em si, a beleza em si, que não podem ser detetadas pelos sentidos, mas apenas através dos esforços do próprio intelecto, é a invisibilidade da realidade que procuraremos com esta formação”. José Teixeira considera ainda “que esta formação permitirá construir chão para fugirmos da espuma dos dias, da vacuidade, do efémero e da fealdade e porque este é o caminho mais curto para aumentarmos a nossa competitividade”, concluiu.

A relação entre a Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais (FFCS) e o dstgroup é já de longa data e tem levado a bom porto diversas iniciativas. Porém, a presente formação adquire um significado muito especial, na medida em que “a própria Faculdade realiza o seu movimento de “saída”, indo ao encontro do mundo empresarial, levando o que de mais importante tem e é: o conhecimento filosófico”, destaca José Manuel Martins Lopes, diretor da FFCS, considerando-a “talvez uma ousadia inédita para a academia e para o mundo empresarial, mas por isso mesmo, plena de potencialidades”.

Segundo o diretor da faculdade, “a Filosofia não tem merecido, por parte das diversas organizações, das empresas e das instituições, o acolhimento que lhe deveria ser dado. Todavia, há quem perceba que, precisamente, a Empresa pode ter mais qualidade no seu ser e fazer, ser mais responsável e contribuir para um mundo mais sustentável e belo, se tiver colaboradores e decisores que treinem a reflexão, o pensamento e a ação de um modo mais sistemático e mais fundamentado, mais crítico, mais exigente”. A Filosofia é, evidencia, “a disciplina mais bem preparada para esta missão pedagógica. Uma empresa que se deixe impregnar pelo sentido crítico, pelo questionamento, pelas inquietações dos grandes filósofos e que, a partir deles, coloque as questões certas para cada problema, para cada desafio, produzirá, certamente, com outra qualidade e será uma empresa que contribuirá para transformar o nosso planeta num mundo mais humano, mais vivível, mais pacífico, mais feliz e habitável para todos.”

José Manuel Martins Lopes reconhece ainda “a ousadia e o arrojo de José Teixeira em apostar na Filosofia, numa nova maneira de pensar a sua empresa e de a abrir a novos mundos”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho