Correio do Minho

Braga, terça-feira

Dona Petisca apresenta-nos o conceito de taberna moderna
Balanço positivo da Feira do Livro de Barcelos

Dona Petisca apresenta-nos o conceito de taberna moderna

Proposta de alimentação alternativa à base de farinha de inseto vence concurso Jump para novas ideias de negócio

Economia

2016-09-18 às 09h15

Redacção

Ideal para saborear os melhores petiscos da gastronomia portuguesa acompanhados por um copo de vinho, o Dona Petisca veio preencher uma lacuna na cidade para os que gostam de petiscar.

Susana e Cristina Carvalho transformaram a loja de antiguidades do pai, situada na rua D. Paio Mendes, na freguesia da Sé, numa das mais conceituadas petisqueiras de Braga: ‘A Dona Petisca’.
Há pouco mais de um ano que estas duas irmãs, com gosto e dotes culinários, encetaram uma verdadeira aventura pelo mundo da gastronomia, explorando uma lacuna existente em Braga . “Havia muitos restaurantes, bares mas poucas ou nenhumas casas de petiscos”, diz- nos a irmã mais nova, Susana, licenciada em Administração Pública. “A ideia foi minha e surgiu de um projecto de empreendedorismo feminino”, diz Susana, explicando que o projecto vem complementar a vasta oferta existente ao nível de bebidas na zona envolvente à Sé de Braga.
É numa loja pequena, com capacidade para duas dezenas de pessoas (só aumentando no Verão com a abertura da esplanada) que as irmãs Susana e Cristina servem as iguarias que fazem as delícias de bracarenses e muitos estrangeiros. “Temos clientes entre os 25 e os 50 anos, muitos deles estrangeiros porque estamos situados numa zona nobre da cidade”, refere Susana.
O cartão de visita da Dona Petisca é a ‘Tábua à Dona Petisca’. E há tamanhos para todos os gostos e para um número variado de pessoas. “A tábua pequena é de 25 cm e é indicada para duas a três pessoas. É composta por queijos, enchidos, compota, fruta, bolinhos, bola de carne. A tábua de meio e um metro já leva um quente. Na de meio metro o cliente pode optar por chouriça ou alheira assada. As de um metro já leva chouriça e alheira assada, além dos peixes, pataniscas, a bola, compota, fruta”, revela Susana Carvalho.
Na ‘Dona Petisca’ os produtos são todos portugueses de origem protegida, um factor distintivo para esta autêntica taberna moderna. “Temos produtos representativos de praticamente todas as regiões do país”, prossegue Susana.
Mas, a oferta que esta petisqueira tem para lhe oferecer não se resume às tábuas. Vai muito além e inclui uma grande variedade de sandes (de pernil; de queijo de ovelha e molho de mostarda e mel; de chutney de cogumelos selvagens e cebola roxa; de tomate seco, chutney de pimento e queijo alentejano; de legumes salteados, entre muitas outras.
No variado menu da petisqueira constam ainda as famosas bifanas com acompanhamentos para todos os gostos.
A juntar aos petiscos não falta nesta casa uma vasta lista de vinhos que se adequam a cada iguaria.
Para a iniciativa ‘Verd Cool’, promovida pela Associação Comercial de Braga, a Dona Petisca elegeu o Pão Wrap com Bifana, Queijo Brie e Pimenta Rosa. A acompanhar terá um copo de vinho verde ‘Quinta de Naíde’. Tudo a apenas 2,5 euros.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.