Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Diálogo intercultural e mediação na Europa em discussão no Campus de Gualtar
Braga: Crespos tem 'Praia de Ouro'

Diálogo intercultural e mediação na Europa em discussão no Campus de Gualtar

Guimarães: 'Concurso de Ideias' já tem vencedores

Braga

2018-04-24 às 20h30

Redacção

O Congresso 'A Europa como espaço de diálogo intercultural e mediação', que decorrerá nos dias 26 e 27 de Abril, conta com representante na Europa do Alto Comissariado dos Direitos Humanos e alto comissário para as Migrações em Portugal, entre outros oradores. Este Congresso pretende ser um espaço de debate interdisciplinar sobre desafios contemporâneos da sociedade, abordando temas como as migrações, a diversidade e a comunicação intercultural, com vista a aprofundar a construção de comunidades mais acolhedoras, inclusivas e pacíficas.

O Instituto de Educação da Universidade do Minho, em Braga, acolhe estas quinta e sexta-feira, dias 26 e 27, o congresso internacional 'A Europa como espaço de diálogo intercultural e mediação'. A organização é do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da UMinho, do Alto Comissariado para as Migrações, da Rede de Ensino Superior de Mediação Intercultural, do projeto CReE.A - Criação de um Espaço Europeu para a Mediação da Inclusão Social e da Câmara Municipal de Braga.
 
O evento abre às 9h30 com a conferência 'Comunicação intercultural e mediação nas sociedades contemporâneas', dando voz à representante do Alto Comissariado dos Direitos Humanos na Europa, Brigit van Hout, ao alto comissário para as Migrações em Portugal, Pedro Calado, à vice-reitora da UMinho para a Cultura e Sociedade, Manuela Martins, ao presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, entre outros oradores. Segue-se a palestra 'Mediação social: uma questão política europeia?', proferida por Hibat Tabib, presidente do projeto CreE.A, que reúne peritos de França,  Bélgica, Alemanha, Itália, Luxemburgo, Espanha e Portugal.
 
No início da tarde, o investigador Gian Turchi, da Universidade de Pádua (Itália), aborda o tema 'Cultura e Mediação: das diferenças divergentes à convergência da diversidade', e a partir das 17h15 decorre a mesa-redonda 'Rede Europeia de Municípios Interculturais', com Roberto Reis (município de Santa Maria da Feira), Eugénia Coelho (município de Loures), Daniel Pereira e Fernando Ferreira (município de Braga), além do britânico Paul Chapman.
Na sexta-feira, depois de serem explorados alguns projetos de diálogo multicultural e práticas profissionais de mediação, destaca-se a conferência 'A crise dos Refugiados na Europa. Entre a totalidade e o infinito', que é apresentada às 16h15 por Moisés Lemos Martins, diretor do CECS.
 
O programa encerra pelas 17h15 com a palestra 'Desafios sociais e políticas públicas: a mediação como direito universal', com Laura Magalhães, membro da comissão de Educação e Ciência da Assembleia da República, José Augusto Pacheco, presidente do Instituto de Educação da UMinho, Ana Maria Silva, coordenadora da comissão organizadora do evento, bem como Hibat Tabib e Moisés Lemos Martins.
Este Congresso pretende ser um espaço de debate interdisciplinar sobre desafios contemporâneos da sociedade, abordando temas como as migrações, a diversidade e a comunicação intercultural, com vista a aprofundar a construção de comunidades mais acolhedoras, inclusivas e pacíficas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.