Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Desemprego no distrito afecta 58.258 pessoas
Mais de 3000 terrenos já foram registados em Amares através do Bupi

Desemprego no distrito afecta 58.258 pessoas

Viana do Castelo: Luís Nobre debate temas centrais com embaixadora da Noruega

Desemprego no distrito afecta 58.258 pessoas

Braga

2012-01-19 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

O desemprego no distrito de Braga está numa escalada alarmante. No final de Dezembro havia 58.258 pessoas inscritas nos centros de emprego, mais 2.922 do que em Novembro e mais 5.693 do que no final de 2010.

Citação

O ano de 2011 terminou com números assustadores no que diz respeito ao desemprego no distrito de Braga. As estatísticas divulgadas ontem pelo Instituto do Emprego e Formação Formação (IEFP) mostram que no final de Dezembro havia 58.258 desempregados, mais 2.922 do que em Novembro e mais 5.693 do que no final de 2010.
O primeiro semestre de 2011 ficou marcado por descidas nos números de desempregados, tendo o valor mais baixo sido registado no final de Junho: 49.463 pessoas inscritas dos centros de emprego. Quer isto dizer que apenas durante o segundo semestre do ano que terminou houve 8795 pessoas a ficar sem posto de trabalho.

Concelho de Braga com estatísticas alarmantes

Guimarães continua a ser o concelho com maior número de desempregados: 13.536, mais 422 do que em Novembro. Em relação ao mesmo período de 2010, o concelho do Vale do Ave contabiliza mais 1521 pessoas sem trabalho.
Foi no concelho de Braga que mais pessoas ficaram sem trabalho durante o mês de Dezembro: 823 pessoas ficaram sem trabalho.
Braga continua no segundo lugar da lista dos concelhos com maior número de desempregados. Terminou 2011 com um número recorde de 12.336 desempregados, mais 1.825 do que no final de 2010.
Vila Nova de Famalicão também registou um aumento brutal do número de desempregados durante o último mês de 2011: terminou o ano com 9669 desempregados, mais 615 do que em Novembro. Em comparação com Dezembro de 2010, este concelho conta com mais 958 pessoas sem trabalho.
Em Dezembro, o desemprego subiu em todos os concelhos, excepto Cabeceiras de Basto (contabilizava no fim do ano 1336 desempregados, menos 40 que em Novembro) e Celorico de Basto que mantém precisamente o mesmo número de desempregados que em Novembro: 1398.
Barcelos continua a ser bastante fustigado pelo drama do desemprego, contabilizando 6346 desempregados no final do ano, mais 410 do no final de Novembro. Nos dois últimos meses do ano, esta localidade ‘ganhou’ 637 desempregados.
Destaque ainda para Esposende, onde o Dezembro terminou com 1680 desempregados, mais 207 do que no final do mês de Novembro.
Nos restantes concelhos as estatísticas são as seguintes: Amares terminou Dezembro com 1245 desempregados, mais 90 do que no mês anterior; Fafe regista mais 16 desempregados, para um total de 3776; Póvoa de Lanhoso contabiliza 1143, mais 73; Terras de Bouro aparece com 516 desempregados, mais 32 do que Novembro; Vieira do Minho tem 874, mais 50; Vila Verde conta 2494 pessoas sem trabalho, mais 104; e Vizela terminou Dezembro com 1909 pessoas inscritas no IEFP, mais 111 que em Novembro

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho