Correio do Minho

Braga,

- +
“Dedico esta vitória por inteiro aos jogadores”
Estudantes de medicina visitam idosos em aldeias de Ponte da Barca

“Dedico esta vitória por inteiro aos jogadores”

Gil Vicente: “Temos dado passos para ser melhores no futuro”

“Dedico esta vitória por inteiro aos jogadores”

Braga

2021-10-22 às 11h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Carvalhal destaca mérito e justiça do triunfo. Ainda mais golos ficaram por marcar, considera. Por isso, há que conseguir melhor aproveitamento.

“Era importante vencer”, começa por dizer Carlos Carvalhal, satisfeito com a resposta da equipa.
“Fizemos uma entrada brilhante. Podemos não ter feito um jogo brilhante, mas a entrada foi, porque fizemos 15/20 minutos de elevado nível”, analisou, prosseguindo: “conseguimos fazer um golo, podíamos ter feito outros e o Ludogorets teve dificuldade para jogar naquele momento porque reagimos bem à perda de bola e tivemo-la sempre connosco. Ainda enviámos duas bolas aos ferros e o Matheus foi pouco importunado, isso significa que o jogo esteve sempre controlado”, disse, admitindo que a equipa, fazendo o 2-0, teria “outra tranquilidade”.
“Fomos uns justos vencedores e quero dedicar inteiramente aos meus jogadores, porque fizeram muito, têm trabalhado muito e merecem muito esta vitória”, sublinhou, reconhecendo, ainda assim, que há aspectos a melhorar.
“Temos de melhorar os níveis de eficácia, sobretudo neste tipo de jogos, como sucedeu no Estrela Vermelha, em que tivemos as nossas chances. A este nível, quando temos essas hipóteses, temos e matar o jogo. Temos vindo a melhorar, fizemos três golos ao Midtjylland, com o Boavista fizemos um excelente jogo e marcámos dois, na Taça fizemos cinco, com um adversário mais acessível, é um facto, e hoje [ontem], um. Estamos a melhorar”, disse, garantindo que a equipa está a melhorar “ao nível da eficácia ofensiva e defensiva.
“A equipa está a crescer. Temos jogadores novos, com ritmos diferentes, outros que chegaram este ano e não jogaram no ano passado, pelo que demoram algum tempo a ganhar o seu próprio ritmo. Temos outros que vieram de lesões prolongadas e tudo se começa a equilibrar. Estamos a ter os frutos desse equilíbrio que não tínhamos há três ou quatro semanas atrás”, rematou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho