Correio do Minho

Braga,

- +
“Dedico esta vitória por inteiro aos jogadores”
Dez nacionalidades pagaiaram na DKC de Viana

“Dedico esta vitória por inteiro aos jogadores”

Guerreiros do Minho procuram sair de Fundão com os três pontos

“Dedico esta vitória por inteiro aos jogadores”

Braga

2021-10-22 às 11h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Carvalhal destaca mérito e justiça do triunfo. Ainda mais golos ficaram por marcar, considera. Por isso, há que conseguir melhor aproveitamento.

“Era importante vencer”, começa por dizer Carlos Carvalhal, satisfeito com a resposta da equipa.
“Fizemos uma entrada brilhante. Podemos não ter feito um jogo brilhante, mas a entrada foi, porque fizemos 15/20 minutos de elevado nível”, analisou, prosseguindo: “conseguimos fazer um golo, podíamos ter feito outros e o Ludogorets teve dificuldade para jogar naquele momento porque reagimos bem à perda de bola e tivemo-la sempre connosco. Ainda enviámos duas bolas aos ferros e o Matheus foi pouco importunado, isso significa que o jogo esteve sempre controlado”, disse, admitindo que a equipa, fazendo o 2-0, teria “outra tranquilidade”.
“Fomos uns justos vencedores e quero dedicar inteiramente aos meus jogadores, porque fizeram muito, têm trabalhado muito e merecem muito esta vitória”, sublinhou, reconhecendo, ainda assim, que há aspectos a melhorar.
“Temos de melhorar os níveis de eficácia, sobretudo neste tipo de jogos, como sucedeu no Estrela Vermelha, em que tivemos as nossas chances. A este nível, quando temos essas hipóteses, temos e matar o jogo. Temos vindo a melhorar, fizemos três golos ao Midtjylland, com o Boavista fizemos um excelente jogo e marcámos dois, na Taça fizemos cinco, com um adversário mais acessível, é um facto, e hoje [ontem], um. Estamos a melhorar”, disse, garantindo que a equipa está a melhorar “ao nível da eficácia ofensiva e defensiva.
“A equipa está a crescer. Temos jogadores novos, com ritmos diferentes, outros que chegaram este ano e não jogaram no ano passado, pelo que demoram algum tempo a ganhar o seu próprio ritmo. Temos outros que vieram de lesões prolongadas e tudo se começa a equilibrar. Estamos a ter os frutos desse equilíbrio que não tínhamos há três ou quatro semanas atrás”, rematou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho