Correio do Minho

Braga, terça-feira

Da Loureira a Braga para conhecer duas novas linhas de artesanato Namorar Portugal!
Viana do Castelo eleita Cidade Atlântica do Ano 2018

Da Loureira a Braga para conhecer duas novas linhas de artesanato Namorar Portugal!

Circuito Nacional promoveu Remo Indoor

Economia

2018-02-13 às 20h11

Redacção

O artesanato não é exceção e o leque de artistas e artesãos associados à marca territorial do Município de Vila Verde aumenta a cada ano.

As escritas de amor dos Lenços Namorar Portugal continuam a inspirar a criação de produtos encantadores e ternurentos, que se assumem como veículos de sentimentos e afetos. O artesanato não é exceção e o leque de artistas e artesãos associados à marca territorial do Município de Vila Verde aumenta a cada ano. Ontem, 12 de fevereiro, ficámos a conhecer duas novas linhas de produtos artesanais. Durante a manhã, o Espaço Mi-linha, na Loureira (Vila Verde), recebeu a apresentação da coleção A Arte, o coração e a Pomba, da criadora Camila Silva. No período da tarde, a Loja Interativa de Turismo de Braga acolheu a apresentação da Linha Cestarte, de Rosa Rodrigues (que se estreou este ano na marca Namorar Portugal), bem como uma exposição de produtos Namorar Portugal, patente na Cidade dos Arcebispos até ao dia 26 de fevereiro.

A flor e o coração. A pomba e a chave. As histórias e escritas de amor. Símbolos de emancipação da mulher minhota que, em pleno século XVIII, assumia a iniciativa de declarar o seu amor. O Espaço Mi-linha, na Loureira (Vila Verde), respira amor e romance, cultura e tradição, repleto com centenas de produtos inspirados na genuína tradição do Minho. Ontem, esta vasta coleção ficou ainda maior, durante a apresentação da nova coleção Namorar Portugal da artesã Camila Silva. A Arte, o Coração e a Pomba inclui três coleções: toalhas de banho, t-shirts e molduras. Tudo com os motivos dos Lenços Namorar Portugal bordados no tecido (ou noutros materiais, como a cortiça) por mãos experientes, que dominam com mestria esta bela e antiga forma de arte. Há alguma inovação, mas sempre com os motivos dos Lenços. Um tema apaixonante, que temos que continuar a amar, referiu Camila Silva.

Braga foi inundada por uma onda de amor e romance
Ao início da tarde, o Romance prosseguiu na Loja Interativa de Turismo de Braga, um espaço localizado em pleno coração da capital do Minho onde está patente uma mostra de produtos Namorar Portugal, em exposição até ao dia 26 de fevereiro. Como já havia sucedido no passado e com bastante sucesso, a marca Namorar Portugal assume-se com um catalisador do tecido económico local, potenciando a criação de emprego e riqueza. É o caso de Rosa Rodrigues, artesã no setor da cestaria, que não se resignou perante uma situação de desemprego e conseguiu encontrar na adversidade uma oportunidade para a realização pessoal e a autonomia financeira. Se bem o pensou, melhor o fez e os resultados estão à vista. Uma deslumbrante coleção de cestos em vime, de diversas cores e feitios, que ganham ainda mais encanto com os motivos dos Lenços Namorar Portugal e que podem ser totalmente personalizados de acordo com os gostos do cliente.

Criar riqueza e valorizar a cultura
Presente na sessão, o vereador do Turismo do Município de Braga, Altino Bessa, teceu rasgados elogios ao trabalho desenvolvido em torno da marca territorial do Município de Vila Verde. É sempre um gosto recebê-los e receber este projeto. Namorar Portugal é uma marca de Vila Verde, que já extravasou o concelho e o distrito. É uma marca nacional, que gostamos de ajudar a promover e à qual gostamos de estar associados. Hoje, há um sem fim de produtos na marca e há cada vez mais interessados em associarem-se a este conceito e em aproveitar o potencial de uma marca com produtos espalhados por todo o planeta, referiu Altino Bessa, frisando a relevância do projeto. Transporta para o exterior a nossa região e a nossa cultura. Em simultâneo, significa oportunidade de emprego e criação de riqueza na nossa região. Há um grande espírito empreendedor em torno da marca Namorar Portugal, concluiu o vereador do Turismo do Município de Braga.

Desafios que criam oportunidades
Presente em ambas as sessões, o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, deixou fortes elogios à capacidade de inovação de Camila Silva, que há vários anos desenvolve um trabalho extraordinário de reinterpretação e reinvenção da tradição minhota, e deu as boas-vindas a Rosa Rodrigues, que este ano se estreia nas andanças do Mês do Romance com uma linha em vime, inédita na marca Namorar Portugal. O edil prosseguiu sublinhando que se trata de um projeto vencedor, com presença em lojas físicas pelos quatro cantos do planeta, graças à criatividade, capacidade de inovação e determinação dos parceiros. Uma marca de grande sucesso, mas que quer continuar a crescer e a evoluir. Um projeto muito bem aproveitado pelos nossos parceiros, que todos os anos nos continuam a brindar com novas e surpreendentes linhas de produtos, referiu António Vilela, acrescentando que este projeto é um desafio para todos. Desafio para pessoas e empresas criarem novos produtos. Desafio para jovens estilistas e modelos nos concursos de moda. Desafio para os artistas que sobem ao palco nos espetáculos culturais. Desafios que também são oportunidades e que têm sido muito bem agarradas por todos, daí que a marca seja um sucesso, afirmou o presidente do Município de Vila Verde.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.