Correio do Minho

Braga,

- +
CVR, CM Guimarães e Laboratório da Paisagem promovem concurso para um Natal mais sustentável
Ruy de Carvalho “feliz e honrado” com homenagem

CVR, CM Guimarães e Laboratório da Paisagem promovem concurso para um Natal mais sustentável

Caminhada cónega com mais uma nova nota de qualidade

CVR, CM Guimarães e Laboratório da Paisagem promovem concurso para um Natal mais sustentável

Vale do Ave

2022-11-29 às 16h12

Redacção Redacção

O CVR - Centro para a Valorização de Resíduos, em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães e o Laboratório da Paisagem, está a lançar um concurso destinado a Escolas, Creches, ATL, Centros de Dia e Lares, promovendo a criação de árvores de Natal que incorporem resíduos têxteis e/ou plásticos. As instituições vencedoras recebem um televisor. Prémios serão oferecidos pelo Auchan de Guimarães e pela Vimasol - Energias Renováveis, Lda, que se associam à iniciativa.

Citação

Assente na premissa de que os resíduos são recursos que importa aproveitar, o Concurso “Natal mais Sustentável: Resíduos como matéria-prima" pretende sensibilizar a comunidade para a temática e promover comportamentos ambientalmente mais sustentáveis.
O concurso está aberto a instituições do concelho de Guimarães, nomeadamente a Escolas EB1, Creches, ATL, Centros de Dia e Lares. De acordo com o regulamento – que pode ser consultado aqui – cada instituição pode submeter a concurso uma peça, que deve, obrigatoriamente, conter resíduos plásticos e/ou têxteis, não invalidando a incorporação de outro tipo de resíduos.
Cada instituição deve criar uma árvore de Natal (com altura máxima de 80 centímetros), não havendo, contudo, diretrizes para a forma como os resíduos podem ser incorporados na peça criada.
A originalidade da peça, a diversidade dos resíduos utilizados e o design do produto são alguns dos critérios que vão determinar os vencedores do concurso, que vai ter dois prémios: um destinado ao público infantil e outro para Centros de Dia e Lares. O Auchan de Guimarães e a Vimasol associam-se à iniciativa, oferecendo televisores às instituições vencedoras.
A opção pelos resíduos têxteis e plásticos está relacionada, segundo a Presidente do Conselho de Administração do CVR, Cândida Vilarinho, com o impacto atual deste tipo de resíduos e está enquadrada nas atuais políticas nacionais e internacionais: “A reutilização, a reciclagem e a valorização dos resíduos é preponderante para a recuperação de materiais e de energia e para o cumprimento dos objetivos e metas ambientais propostos pela União Europeia aos seus estados-membros”.
Promovido por: Com o apoio de: Com o patrocínio de:
De acordo com o Relatório Anual de Resíduos Urbanos, em 2021, 10,67% dos resíduos urbanos produzidos em Portugal Continental foram caracterizados como “plástico”. Só os “Biorresíduos” representam uma fatia maior no total de resíduos urbanos produzidos (37%).
No que diz respeito aos têxteis, dados da Agência Europeia do Ambiente indicam que, por ano, na Europa, cada pessoa consome cerca de 26 kg de produtos têxteis, deitando fora cerca de 11 kg. Os impactos ambientais e climáticos do vestuário e do têxtil para uso doméstico estão relacionados com a poluição da água, as emissões de gases com efeito de estufa e os aterros. Segundo investigação do Parlamento Europeu, estima-se que, para fabricar uma única t-shirt de algodão, sejam necessários 2700 litros de água doce.
“É urgente mudarmos o paradigma e, para além de ser fundamental reduzirmos a quantidade de resíduos produzidos, devemos também olhar para eles como matéria-prima e recursos que devem ser aproveitados e valorizados, promovendo os conceitos de Economia Circular e da Sustentabilidade”, acrescenta a Presidente do Conselho de Administração do CVR.
As inscrições para o concurso terminam a 11 de dezembro (podem ser feitas aqui) e os produtos criados podem ser entregues até dia 21 nas instalações do CVR (no campus de Azurém da Universidade do Minho, em Guimarães). Os vencedores serão conhecidos a 6 de janeiro.
Instituições vão receber Kit Sustentável
Enquadrado nos objetivos do projeto Wast’Awareness, as instituições que participarem no concurso irão receber, no final, um kit que irá permitir criar um “Ecoproduto” a partir de um resíduo industrial. Este kit “faça você mesmo” irá conter todos os materiais necessários e o passo-a-passo para a criação deste produto sustentável.
O projeto Wast’Awareness - Transferência de Tecnologia na Valorização de Resíduos e Sustentabilidade procura reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação. É financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, no montante de 387.497,93 €, dos quais 329.373,24 € são provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Sobre o CVR - Centro para a Valorização de Resíduos:
O CVR é uma associação privada sem fins lucrativos, fundada em 2002 e reconhecida como Entidade de Utilidade Pública e Centro de Tecnologia e Inovação, que se dedica à inovação, ao desenvolvimento, difusão e transmissão de conhecimento, atuando, essencialmente, em 4 vertentes: Serviços Analíticos, Consultoria, Investigação e Desenvolvimento e Organização de Eventos Científicos. É responsável pelo apoio tecnológico a empresas e clusters setoriais, promovendo o uso da tecnologia e inovação como ferramentas para melhoria da competitividade empresarial. O CVR possui know-how para desenvolver soluções de tratamento de resíduos, sustentáveis ambiental e economicamente, contribuindo para a prossecução de objetivos de política pública, enquadrados nos domínios de especialização prioritários. O CVR está localizado em Guimarães, integrado no Campus da Universidade do Minho, e possui instalações laboratoriais próprias onde desenvolve as suas atividades de apoio à indústria e aos municípios.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho