Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Custódio Castro: “Sinto a equipa feliz por aquilo que fez no último jogo"
Obras emblemáticas marcam semana em Ponte de Lima

Custódio Castro: “Sinto a equipa feliz por aquilo que fez no último jogo"

Proibidas queimas e queimadas em Vieira do Minho até Setembro

Custódio Castro: “Sinto a equipa feliz por aquilo que fez no último jogo´

Desporto

2020-06-30 às 11h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

SC Braga joga, esta noite, em Vila do Conde, frente ao Rio Ave, em duelo da 29.ª jornada da I Liga. Custódio Castro antevê um bom jogo e admite que a equipa está mais motivada em termos anímicos após o regresso aos triunfos no dérbi com o Vitória SC.

Mais felizes depois do regresso às vitórias. Em termos anímicos, o triunfo no dérbi minhoto da 28.ª jornada da I Liga, frente ao Vitória SC, deixou a equipa do SC Braga mais solta e feliz, sobretudo pelo efeito após um ciclo negativo de duas derrotas e um empate. Custódio Castro admitiu a importância da vitória para a motivação do grupo, em vésperas da deslocação a casa do Rio Ave - outro dos concorrentes aos lugares europeus - jogo agendado para esta noite, às 21.30 horas.
“Senti a equipa feliz por aquilo que fez no último jogo, principalmente, pelo resultado, senti- -os focados na recuperação, porque o tempo é curto. Senti-os mais soltos e focados no próximo jogo”, sublinhou o técnico arsenalista, acrescentando que “independentemente dos jogos e dos adversários” o SC Braga quer “ganhar sempre”, por isso, “quando isso não acontece a reacção não é boa em termos do que é o estado anímico”.
“Vencemos o jogo, sabemos que foram três pontos que já passaram. Importante é o que vem e o que vem é um jogo difícil, mas temos plena confiança no que é a nossa qualidade e qual será a nossa abordagem ao jogo”, frisou.
Em Vila do Conde, Custódio está à espera de “um bom jogo, entre duas boas equipas que procuram jogar um futebol positivo e de ataque”.
Questionado sobre que SC Braga se vai apresentar em campo, o treinador foi peremptório: “a nossa ideia é clara, queremos ter bola, futebol de ataque, e vamos ser uma equipa que vai entrar para ganhar e que eu quero bastante equilibrada”.
Pela frente vai estar um adversário que irá complicar a tarefa dos guerreiros. “O Rio Ave é uma belíssima equipa, esteve 9/10 jogos sem perder, tem um treinador com provas dadas, com grande experiência. O mister Carvalhal já era treinador e eu ainda estava a começar a jogar. Vamos encontrar uma equipa que, para além de ter jogadores com qualidade, tem um treinador de qualidade e experiente”, elogiou.
Custódio analisou ainda este momento do campeonato após a paragem de quase três meses e diz sentir as equipas no geral a evoluírem: “sinto a equipa cada vez melhor, principalmente, uma equipa como a nossa que gosta de ter bola, onde a gestualidade é importante e a dinâmica é fundamental. Somos uma equipa que gosta de pressionar, então a condição física é parte fundamental na nossa forma de jogar”.
Quanto às mudanças no onze fruto da lesão de Sequeira, Custódio não abriu o jogo quanto à possibilidade de Pedro Amador ser titular.
“Temos várias hipóteses para o jogo de amanhã [hoje] e, realmente, o Amador é uma delas. Vamos ver o que se vai passar”, rematou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho