Correio do Minho

Braga,

- +
Cultura/Braga: Cooperativa 'Velha-a-Branca' oferece cursos grátis a desempregados
Município de Arcos de Valdevez e ACIAB juntos na Dinamização e Promoção da Economia Digital no concelho

Cultura/Braga: Cooperativa 'Velha-a-Branca' oferece cursos grátis a desempregados

Reabilitação do Centro histórico de Caminha entra na segunda fase

Braga

2010-09-09 às 20h48

Lusa Lusa

A cooperativa cultural Velha-a-Branca, de Braga, vai oferecer cursos a desempregados que “tenham vontade de desenvolver competências para as quais se sintam vocacionados”, anunciou hoje fonte daquele organismo.

A cooperativa cultural Velha-a-Branca, de Braga, vai oferecer cursos a desempregados que “tenham vontade de desenvolver competências para as quais se sintam vocacionados”, anunciou hoje fonte daquele organismo.

Segundo João Pulido, “o objetivo é encontrar e relevar talentos adormecidos de escritores, artistas ou fotógrafos que nunca tiveram condições para se revelarem'.

O responsável sublinhou que os cursos - hoje apresentados em conferência de imprensa - “passam a ter dez por cento dos lugares destinados aos desempregados, que gratuitamente podem desenvolver ou descobrir novas competências e assim aumentarem as possibilidades de terem um novo emprego”.

Os cursos abrangem as áreas de fotografia, «photoshop», teatro, culinária, escrita criativa, interpretação da arte contemporânea, workshop sobre meditação, alimentação e bijutaria em tecido.

A intenção - disse João Pulido - “não é a de aprofundarem conhecimentos nas áreas em que trabalhavam, mas antes alargarem o número de oportunidades e pensarem em novos empregos fora do passado e próximos dos seus desejos naturais”.

João Pulido acrescentou que “os interessados, que ficam obrigados a provar a sua condição de desempregados, devem procurar informações sobre o curso na página da Internet da cooperativa”.

“Como grande parte dos cursos da Velha-a-Branca são de âmbito cultural, esta ação permite enquadrar oportunidades de valor para quem descubra que os seus talentos se enquadram no inovador alinhamento das indústrias criativas”, acrescentou.

Luis Tarroso, também da organização, sublinhou a importância que a iniciativa pode ter “para quem pense montar o seu próprio negócio, escolhendo a formação mais adequada”.

“Quantos mais cursos conseguirmos fazer mais lugares teremos para desempregados, e, se o número de candidatos o justificar, vamos promover cursos específicos para fazermos intervenção cultural a este nível em Braga”, disse.

A Velha-a-Branca é uma cooperativa cultural independente e sem fins lucrativos situada no centro histórico de Braga e gerida por uma equipa de voluntários não remunerados.

Todas as receitas que a cooperativa gera destinam-se em exclusivo ao financiamento dos seus projetos culturais.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho