Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Crianças eufóricas no regresso esperado
Fase final do Campeonato nacional de Kayak Polo voltou a Arcos de Valdevez

Crianças eufóricas no regresso esperado

Avaliação muito positiva dos projetos de Educação Musical e de Educação Física na Educação Pré-Escolar

Crianças eufóricas no regresso esperado

Braga

2022-05-26 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Eufóricas, cerca de 2600 crianças celebraram ontem o regresso da Braga Romana. A cerimónia de abertura ficou marcada pelo espectáculo ‘Ludi Florei’, que culminou com o lançamento de milhares de pétalas de flores e ervas de cheio.

Citação

Cumprindo a tradição, as crianças foram protagonistas da cerimónia de abertura da Braga Romana. Na Praça do Município, cerca de 2.600 alunos, trajados a rigor, assistiram ontem ao espectáculo ‘Ludi Florei – Florália’.
O evento levou ainda centenas de pessoas ao local, a grande maioria familiares das crianças vindas de 80 entidades, entre escolas e associações concelhias.
Este ano as crianças não desfilaram. O elevado número de participantes justificou a sua concentração na praça, onde assistiram a um espectáculo em que a deusa Flora declarou a abertura dos festejos, que até domingo fazem a cidade regressar ao tempo dos romanos.
Dois anos depois, as crianças regressaram, assim, à Braga Romana. Para a grande maioria, esta foi a primeira vez naquele que é um dos maiores eventos culturais envolvendo os estabelecimentos de ensino.
Do Jardim de Infância (JI) de Panoias vieram 18 crianças trazidas pela educadora Lígia Vieira dos Santos. “Esta é uma estreia, pois devido aos confina- mentos estas crianças nunca tinha participado neste momento da Braga Romana”, explicou ao ‘Correio do Minho’, referindo que a presença no evento foi antecipada com uma preparação na sala. “Fizemos uma preparação com alguma pesquisa sobre os romanos, a sua língua e os seus hábitos. Aprenderam, por exemplo, a dizer os dias da semana em latim”, contou.
Os trajes utilizados fazem parte do espólio do JI, que participa na Braga Romana desde a primeira edição. O espólio tem sido montado com a colaboração de associação de pais que também esteve representada ontem com dois elementos trajados a rigor.
Para os alunos do 1.º ciclo do colégio João de Deus esta também foi uma experiência nova. “Está a ser uma experiência muito enriquecedora para estes 53 alunos. Muitos deles estão a participar pela primeira vez na Braga Romana, pois têm sete anos e, devido à pandemia, ainda não tinham tido essa oportunidade”, explicou Ana Rita Costa, directora pedagógica.
Também este estabelecimento de ensino conta já com um espólio de trajes que foram agora usados. Aos encarregados de educação foi apenas pedida colaboração para as coroas - de flores para as meninas e de louro para os meninos.
Quem se esmerou nos trajes foi a Sala 3 do JI do Centro Santo Adrião. A educadora Carla Bárbara destacou o entusiasmo das 16 crianças que trouxe à Braga Romana. “Para elas é uma estreia e estão muito entusiasmadas”, referiu, mostrando os trajes que confeccionaram especificamente para esta participação.
O Centro Social da Paróquia de Celeirós também marcou presença, com 46 crianças do pré-escolar. “É a primeira participação de todos”, contou Eliane Soares, directora técnica, realçando que alguns alunos se mostraram muito admirados quando perceberam a grandeza deste evento. “Está a ser uma experiência fantástica”, garantiu.
Entre os participantes mais crescidos encontramos o Centro Escolar de Naia, presente com 90 alunos do 1.º ciclo. A maioria já tinha participado na Braga Romana, mas este regresso “tem um sabor especial”. Foram os pais, professores e assistentes operacionais que meteram mãos à obra para confeccionar os trajes, feitos com tecidos oferecidos por uma fábrica de Ferreiros.
Mafalda Guimarães, coordenadora do centro escolar, referiu que a escola recebeu recentemente muitos alunos estrangeiros e que para esses a experiência estava a ser nova. Destacou ainda que, pela primeira vez, o evento contou com a adesão dos alunos da comunidade cigana: “Os nossos alunos ciganos nunca aderiam a esta iniciativa, mas este ano quiseram vir e estão a adorara a experiência”, contou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho