Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Covid-19: Novos casos são quase inexistentes entre a comunidade académica
Evento ANIMA realiza-se em formato online

Covid-19: Novos casos são quase inexistentes entre a comunidade académica

Máquinas de alta performance

Covid-19: Novos casos são quase inexistentes entre a comunidade académica

Ensino

2021-01-02 às 07h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

UMinho fechou o ano com boas notícias, uma vez que são já praticamente nulos os novos casos de Covid-19 entre a comunidade académica.

São já praticamente inexistentes o número de novos casos de Covid-19 registados entre membros da academia minhota. Na Universidade do Minho a média de novos casos diários confirmados de Covid-19, calculada a sete e a 14 dias, é de 0,0 e 0,9, respectivamente.
Os números são reportados na comunicação semanal que dá conta da tendência de evolução da pandemia entre a comunidade académica da UMinho.
Apesar da incidência de casos confirmados de infecção por Sars-CoV-2 no distrito de Braga ser ainda muito elevada, nos últimos dias a média de novos casos diários confirmados de Covid-19 em membros da comu- nidade da UMinho, reportados no formulário de notificação e acompanhamento, continua a revelar “um decréscimo considerável e regular” - realça a instituição no comunicado.
É de salientar que nos sete dias anteriores às zero horas do dia 28, a média de novos casos diários confirmados em membros da comunidade da UMinho, era de zero. Trata-se de um dado bastante optimista que confirma a tendência verificada desde o início de Dezembro, após um mês de Novembro em que o número de novos casos na academia subiu consideravelmente.
Recorde-se que no boletim anterior, datado de 23 de Dezembro, a média de novos casos diários confirmados, calculada a sete e 14 dias, era de 1,1 e 1,6, respectivamente.
Percebe-se que a evolução é ainda mais significativa, se tivermos em linha de conta os dados referentes a 4 de Dezembro, quando a a média de novos casos diários, calculada a sete e 14 dias, era de 3,6 e 1,9, respectivamente.
Argumentando com a necessidade de assumir “uma posição que contribua activamente para a prevenção e o controlo da pandemia”, a Comissão de Elaboração e Gestão do Plano de Contingência Interno Covid-19 da UMinho afirma-se “atenta à evolução da situação epidemiológica”, acompanhando “em permanência” a situação e promovendo a actualização regular do conteúdo da página na internet sobre a Copvid-19, que “constitui o canal privilegiado de compilação e divulgação de informação específica à UMinho e de medidas de controlo da doença”.
Recorde-se que a UMinho desenvolveu um formulário on-line para que os membros da sua comunidade académica com teste positivo ao novo coronavírus possam “dar o alerta”. O formulário está disponível na intranet e no portal académico, sendo garantida pela instituição “a total protecção de dados”.
“Um membro da comunidade académica que esteja infectado pode dizer onde esteve, que departamentos da universidade frequentou, com quem andou, quando deu positivo, fornecendo-nos assim informações importantes para acompanharmos a evolução da situação e tomarmos medidas de mitigação”, explicou o pró-reitor e presidente da Comissão Covid-19 da UMinho, Paulo Cruz, aquando da disponibilização do formulário de notificação.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho