Correio do Minho

Braga,

- +
Covid-19: acções de sensibilização chegam aos bairros sociais
Autarcas de Cerveira e Tomiño plantaram a ‘Árvore da Amizade’

Covid-19: acções de sensibilização chegam aos bairros sociais

Minho será o palco do arranque da tão aguardada Volta a Portugal em ciclismo

Covid-19: acções de sensibilização chegam aos bairros sociais

Braga

2020-06-07 às 09h00

Paula Maia Paula Maia

NÚCLEO de Médicos Internos do ACES Cávado vai dinamizar um conjunto de sessões de sensibilização nos bairros sociais de Santa Tecla, Picoto, Enguardas e Andorinhas, chegando a 400 pessoas.

Serão quatro centenas os cidadãos dos bairros sociais de Santa Tecla, Picoto, Enguardas e Andorinhas abrangidos pela campanha de sensibilização sobre novos comportamentos sociais no âmbito da Covid-19 que o Município de Braga, através da Protecção Civil, em parceria com a Escola de Medicina da UMinho, Agrupamento de Centros de Saúde Cávado I – Braga e a Cruz Vermelha Portuguesa vão levar a cabo nas próximas semanas.
A primeira sessão teve lugar ontem, na antiga escola?básica de Santa Tecla - sede do projecto ‘Geração Tecla’ - onde um grupo de médicos Internos de Medicina Geral e Familiar de Braga explicaram aos cidadãos do bairro como ajudar a prevenir a propagação do vírus, aprendendo a protegerem-se e a protegerem os que lhe são mais próximos.
“O que se pretende é sensibilizar estes cidadãos sobre os cuidados que devem ter para evitar o contágio pelo Covid-19”, revelou ao CM o vereador da Protecção Civil, Altino Bessa, dando conta que além da formação foi distribuído pelos participantes equipamento de protecção, como máscara social e gel desinfectante.
Em cada bairro serão levadas a cabo várias sessões, com dez pessoas de cada vez, de modo a garantir a distância de segurança e evitar aglomerados.
“A ideia é multiplicar a ideia em todos os bairros sociais do concelho” adiantou o vereador da Protecção Civil, numa medida que abrangerá perto de quatro centenas de pessoas.
“Sabemos que é nestes bairros que há uma maior preocupação”, justifica Altino Bessa, acrescentando que esta é uma medida pró-activa para evitar focos de contágio.
‘Novo Normal’ é o nome dado ao projecto que será dinamizado pelo Núcleo de Internos do ACES Cávado I de Medicina Geral e Familiar nos quatro bairros sociais, onde o intuito é desmistificar a medidas de prevenção da Covid-19. “Serão transmitidas mensagens muito simples, transversais a todas as populações sobre, por exemplo, a colocação e retirada de uma máscara, a higienização das maçes que continua a ser uma das medidas mais fundamentais para prevenir a dessiminação da infecção, o distanciamento social, os cuidados a ter em casa como a criação de uma área ‘suja’ com os sapatos e a roupa”, revelou ao CM Jorge Hernâni, coordenador do núcleo.
O projecto -piloto, pioneiro a nível nacional, poderá estender-se a outras comunidades, caso os resultados alcançados sejam positivos.
Presente nesta sessão, o delegado de saúde de Braga ressalva que estas medidas gerais de higiene são fundamentais para travar a disseminação do vírus na comunidade, embora admita que não têm sido detectados casos de infecção por Covid-19 nos bairros sociais. “ Mas, a pro-actividade é fundamental nestas situações”, diz.
Armando Osório, presidente da delegação de Braga da Cruz Vermelha, instituição que tem um papel interventivo de muito revelo junto desta comunidade, diz que estas acções são “necessárias e urgentes”.
“Não podemos deixar que que aconteça aqui ou nos bairros da cidade o que aconteceu em outros locais do país. Não poderíamos deixar de estar aqui e trabalhar com estes parceiros porque há mais de 15 anos que trabalhamos com esta comunidade”, afirma Armando Osório.
Confirmando a informação de que não há conhecimento que casos de infecção por Covid-19 neste bairro social, o dirigente destaca o papel que os monitores da etnia cigana tem desempenhado para fazer chegar junto da comunidade as medidas e os conselhos que chegam da Direcção-Geral de Saúde. “Felizmente tem corrido bem. As condições que temos neste bairro são muito boas comparados com outros”, conclui.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho