Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Condições “de excelência” permitem a Viana do Castelo receber L’Étape Portugal by Tour de France a 1 e 2 de outubro
Frescura das bandas bracarenses numa Limonada com sete concertos

Condições “de excelência” permitem a Viana do Castelo receber L’Étape Portugal by Tour de France a 1 e 2 de outubro

O Maior Parque de Diversões do Alto Minho

Condições “de excelência” permitem a Viana do Castelo receber L’Étape Portugal by Tour de France a 1 e 2 de outubro

Desporto

2022-06-22 às 17h12

Redacção Redacção

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal, Luís Nobre, “o Tour de France é uma marca global e, por isso, temos consciência de que este não é só mais um evento”. “Este é um evento que vai permitir promover o ciclismo, os hábitos de vida saudáveis, o desporto ao ar livre, o território, associando-nos a uma marca internacional que vai promover a nossa cidade e o nosso distrito”, realçou.

Citação

Viana do Castelo acolhe, dias 1 e 2 de outubro, a primeira edição da L’Étape Portugal, um evento de ciclismo para todos com a chancela oficial do Tour de France. A prova inclui três distâncias, arrancando do Centro Cultural no domingo, dia 2, e terminando junto ao Santuário Diocesano do Sagrado Coração de Jesus, no topo do Monte de Santa Luzia. A organização aponta para uma participação estimada de um milhar de atletas.
De acordo com o Presidente da Câmara Municipal, Luís Nobre, “o Tour de France é uma marca global e, por isso, temos consciência de que este não é só mais um evento”. “Este é um evento que vai permitir promover o ciclismo, os hábitos de vida saudáveis, o desporto ao ar livre, o território, associando-nos a uma marca internacional que vai promover a nossa cidade e o nosso distrito”, realçou.
“Queremos que este seja um momento de festa e que deixe raízes da prática de ciclismo em Viana do Castelo, num momento que servirá igualmente para promoção do nosso território”, considerou o autarca, assegurando que esta prova “vai trazer o cheiro, o ambiente e a organização da Tour de France” à cidade.
António Queirós, da Podium Events, explicou que uma equipa técnica esteve durante três dias em Viana do Castelo para conhecer os trajetos que estão a ser preparados para as três distâncias previstas para a prova e as infraestruturas existentes na cidade. “Os representantes da Amaury Sports Organisation (A.S.O.) tiveram oportunidade de conhecer os trajetos e as infraestruturas, desde já o Centro Cultural que foi alvo de elogios pela qualidade da estrutura e pelo potencial que oferece em termos de organização de uma grande festa em torno do evento que se pretende que seja muito mais que um evento de ciclismo”, declarou.
“O que se pretende é que este evento seja um marco, um pontapé de saída para aquilo que será a celebração da Cidade Europeia do Desporto em 2023. Queremos que a marca Tour de France, conhecida em todo o mundo, seja motivo para reunião, para congregação, para uma grande festa em torno da bicicleta em Viana do Castelo”, assumiu o responsável, recordando que a prova francesa é o segundo evento desportivo mais reconhecido em todo o mundo.
“Viana do Castelo fica, assim, no mapa mundial das cidades e dos países que acolhem estes eventos em todo o mundo”, realçou, explicando que o L’Étape estará, em 2022, presente em 20 países, sendo a edição portuguesa na cidade alto-minhota.
De acordo com António Queirós, “a abordagem de proximidade a Espanha não é esquecida, pretendendo cativar-se atletas espanhóis”. “Este é um percurso caraterizado pela montanha e a própria chegada a Santa Luzia é a cereja no topo do bolo que vai permitir que o desafio tenha dentro dele um desafio final com uma subida de 3 quilómetros tão emblemática. O próprio piso, em paralelo, será um desafio. Esta opção vai permitir ainda que, no final, todos tenham a sua fotografia em Santa Luzia, que é não só um postal de Viana do Castelo, mas também de Portugal”, frisou o representante da Podium Events.
Já Kévin Quiniou, responsável internacional da L’Étape na Europa, explicou que “esta série L’Étape foi criada para que as pessoas de fora de França possam viver a experiência do Tour de France”. “Em Viana do Castelo há forte cultura desportiva e, por isso, é a localização perfeita para acolher este evento dada a experiência existente e a nomeação para Cidade Europeia do Desporto em 2023”, assegurou.
“O percurso que vimos é fantástico, com paisagens com dificuldade. A chegada vai ser mítica, a Santa Luzia, num momento de apoteose para o final da prova. Acreditamos que este evento vai contribuir para a divulgação do território e para a valorização de Viana do Castelo, atraindo ciclistas nacionais e também internacionais”, indicou.
O conceito passa por trazer “a magia do Tour de France” a Viana do Castelo, sendo que os vencedores terão oportunidade de subir a um pódio “tal e qual a prova original”. Mesmo as camisolas dos vencedores (montanha, sprint, sub-23 e vencedor geral) serão semelhantes às do Tour de France.
Nesta edição em Viana do Castelo irão ser homenageados os 33 ciclistas portugueses que já participaram na Tour de France, conquistando 14 etapas em todas as edições, e serão ainda apresentadas peças museológicas da Volta à França.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho