Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Concessão da Casa do Outeiro permite reforçar oferta turística e criar empregos
Município de Esposende recolheu votos antecipados

Concessão da Casa do Outeiro permite reforçar oferta turística e criar empregos

Costa Gomes apela à responsabilidade individual para vencer a pandemia

Concessão da Casa do Outeiro permite  reforçar oferta turística e criar empregos

Alto Minho

2021-01-12 às 06h30

Miguel Viana Miguel Viana

Presidente da Câmara de Paredes de Coura, Victor Paulo Pereira, desejo que a Casa do Outeiro, cujo concurso para concessão foi lançado ontem, seja transformada num projecto turístico de qualidade que valorize as pontencialidades do território.

Paredes de Coura é um concelho com futuro, que consegue criar riqueza”. As palavras foram proferidas pelo autarca courense, Victor Paulo Pereira, na sessão de lançamento do concurso público para a concessão da Casa do Outeiro. Victor Paulo Pereira destacou que o concelho tem sido procurado para novos projectos industriais graças às políticas de proximidade aos empresários e também á adopção de uma estratégia que aposta na preservação da paisagem local. “A primeira prioridade da nossa estratégia é cuidar da paisagem . Estamos a realizar várias obras de renaturalização da paisagem. A segunda prioridade é criar eventos culturais para fora das nossas fronteiras, do concelho e do país. Tudo isto cria empregos”, disse Victor Paulo Pereira.
O autarca courense terminou com o lançamento de um desafio aos futuros promotores da Casa do Outeiro. “Temos dezenas de casas de turismo com muita qualidade. Agora queremos entrar noutro segmento. Queremos um projecto de requinte”, desejou Victor Paulo Pereira. Na sessão online, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques destacou a importância do Programa Revive para a recuperaçao do património para fins turísticos e desafiou os municípios do Norte a apostarem numa promoção conjunta além fronteiras. Os investidores interessados têm, a partir de agora, 120 dias para apresentarem as respectivas propostas. A concessão é válida por 50 anos. mediante o pagamento de uma renda anual mínima de 13.800 euros

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho