Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Comboios: Surpresa nas estações portuguesas com anúncio da supressão do serviço até Vigo
Vinho Verde Fest regressa para continuar a promover a região

Comboios: Surpresa nas estações portuguesas com anúncio da supressão do serviço até Vigo

Theatro Circo com novidades em Agosto

Alto Minho

2011-07-04 às 17h29

Lusa Lusa

A surpresa tomou hoje conta das estações de comboios de Valença e Viana do Castelo, com revisores e maquinistas incrédulos com o anúncio da CP de supressão do serviço internacional que liga à Galiza.

Citação

A surpresa tomou hoje conta das estações de comboios de Valença e Viana do Castelo, com revisores e maquinistas incrédulos com o anúncio da CP de supressão do serviço internacional que liga à Galiza.

“É uma linha viável, só não será se existir gestão danosa na empresa”, garantiu à Lusa um maquinista há mais de 25 anos habituado a fazer os 175 quilómetros que separam a cidade do Porto de Vigo, em Espanha.

“Ainda no fim-de-semana, só bicicletas de passageiros que vinham passar o dia ao Porto, eram mais de vinte”, acrescentou o maquinista, que optou por não se identificar.

Embora sendo um serviço partilhado entre Portugal e Espanha, cabe à CP assegurar a ligação, com material e maquinista próprio, entre Porto e Vigo.

No entanto, em Tui, em Espanha, o comboio português recebe um maquinista da Renfe, a congénere espanhola.

“Só lá vai para fazer companhia e dizer se há algum problema na linha espanhola, porque eu conheço o trajeto de olhos fechados”, garantiu o português.

O problema atual, acrescentou, é o facto da CP ter deixado de autorizar a venda nas estações portuguesas de bilhetes com origem em Portugal e destino na Galiza, pelo que o trajeto máximo cobrado é até Valença, como se constata na consulta da página de internet da empresa pública.

“O resto cabe a um revisor espanhol, que também devia entrar em Tui, mas que nem sempre aparece. Ou seja, quase todos os dias há passageiros a viajarem de borla porque não se faz cobrança a partir da fronteira”, contou à Lusa um revisor da linha, na sua paragem em Valença.

Acrescenta que, no verão, do lado português, chegam a ser dois revisores da CP a cobrar bilhetes, cada um a fechar o serviço com cerca de “300 a 400 euros” euros faturados.

“Nunca viajam menos de 30 pessoas. Ao fim-de-semana uma viagem pode levar mais de 70 e chegamos a ter de colocar pessoal para reforçar a cobrança, sem conseguir despachar tudo”, diz ainda.

Outro revisor explica o interesse por esta viagem, apesar das três horas de duração: “De um lado e do outro, os passageiros saem cedo para passar o dia fora, a passear ou às compras, e regressarem à noite. Temos pessoas que fazem este percurso há anos, por isso não dá para perceber como é que dizem agora que não é rentável”, afirma.

Isso mesmo confirma António Silva, habitual utilizador do comboio que diariamente passa por Viana cerca das 09:30, com destino a Vigo. Chega ao centro da cidade galega duas horas depois e vai normalmente em passeio com os amigos.

“A viagem podia ser melhor, mas dá para ir almoçar às marisqueiras, fazer umas compras e regressar a casa às 20:30. E nunca vi o comboio a ir vazio”, confessa.

A transportadora ferroviária pública CP admite que a “racionalização de custos” esteve na origem da decisão de acabar, a partir do próximo domingo, com a ligação internacional até Vigo.

A CP acrescenta que tem de fazer “uma racionalização de custos e proveitos” e que por isso decidiu, agora, avançar com a supressão desta ligação internacional, centenária, já a partir de domingo.

Trata-se de um serviço com duas ligações diárias entre Porto e Vigo (Galiza), mas que segundo a CP vai passar a terminar em Valença.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho