Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Comboio liga Aeroporto Francisco Sá Carneiro à Galiza a partir de 2030
Isabel Carvalhais coordena na Comissão das Pescas

Comboio liga Aeroporto Francisco Sá Carneiro à Galiza a partir de 2030

“Se enchermos o estádio do Vizela será 60/40 para o nosso lado”

Comboio liga Aeroporto Francisco Sá Carneiro à Galiza a partir de 2030

Nacional

2022-06-14 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Anúncio foi feito pelo Secretário geral do Eixo Atlântico, Xoan Vázquez Mao, na apresentação dos XVI Jogos do Eixo Atlântico, que este ano decorrem na cidade da Maia, entre os dias 4 e 9 de Julho.

Citação

A região do Norte de Portugal (incluindo o Minho) e da Galiza (Espanha) vão estar ligadas por ferrovia com o Aeroporto Francisco Sá Carneiro (na Maia) em 2030. O anúncio foi feito ontem pelo secretário geral do Eixo Atlântico, Xoan Vázquez Mao, na Maia, durante a conferência de imprensa de apresentação dos XIV Jogos do Eixo Atlântico Maia 2022. Xoan Vazquez Mao destacou que os primeiros troços vão estar concluídos dentro de aproximadamente oito anos, incluindo a do ramal de Nine a Braga.

“Neste momento, o plano de infraestruturas de Portugal é rematar a nova linha de alta velocidades (TGV) entre Lisboa e Porto até 2030, e entre o Porto e o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia, até 2030. Também se prevê que em 2030 esteja feito o troço entre Valença e Braga e Nine (em Vila Nova de Famalicão). O troço entre o Aeroporto Francisco Sá Carneiro e Nine será feito logo a seguir”, disse Xoan Vázquez Mao. Quer isto dizer, no entender do secretário geral do Eixo Atlântico, que quem vier do sul de Portugal, ao chegar à Maia, para fazer a ligação ao Norte do país e à Galiza, “basta descer no Porto e seguir pela Linha do Minho. O troço entre Nine e Porto, até ao fim de 2030 será feito pela Linha do Minho. As pessoas podem apanhar o comboio Maia - Porto e do Porto à fronteira, ou Maia - Porto e Porto - Lisboa - Faro”, explicou Xoan Vázquez Mao.

No lado espanhol, entre Valença e Vigo, os trabalhos estão mais atrasados. “Na parte espenhola faltam 30 quilómetros, entre a saída Sul de Vigo e a fronteira. Estamos a pressionar o Governo Espanhol para que rapidamente se iniciem os trabalhos dessa linha. Todos dizem que há consenso absoluto, o Governo e a oposição dizem que sim senhor, só que nós (Eixo Atlântico) só dizemos sim senhor, quando começarem os trabalhos. Eu espero que consigamos isso porque são apenas 30 quilómetros que faltam”, considerou o secretário geral do Eixo Atlântico.
A linha férrea aeroporto - Porto - Valença - Vigo é considerada de extrema importância para a euro-região Norte de Portugal - Galiza. “É um serviço essencial para toda a zona do Minho e da Galiza, que é uma zona muito importante em termos turísticos, e que fica com uma ligação, através de comboio, o que a torna mais competitiva”, indicou Xoan Vázquez Mao.

A nova linha deverá contribuir para uma autêntica revolução nas ligações ferroviárias entre a cidade da Corunha (na Galiza) e a capital portuguesa.
“No momento em que tivermos um combóio que possa fazer a ligação entre a Corunha e Lisboa em menos de quatro horas, e Porto - Vigo em menos de uma hora, com ligações a Braga e Maia, vai ser uma revolução total nas ligações diárias e na ligação com o Aeroporto. O Aeroporto Francisco Sá Carneiro ficará a apenas 40 minutos de Vigo e a uma hora e meia da Corunha”, realçou o secretário - geral do Eixo Atlântico.

Jogos do Eixo Atlântico registam a maior participação de sempre

Cerca de 2400 atletas, com idades até aos 16 anos, vão participar nos XIV Jogos do Eixo Atlântico, que decorrem entre os dias 3 e 8 de Julho na Maia. Os jovens estão integrados em 28 delegações (16 portuguesas e 12 espanholas). O número corresponde à maior participação de sempre, sendo que a iniciativa conta, este ano, com três novidades. “ A primeira novidade destes jogos é que já temos o maior número de participantes de sempre. Reparemos nos efeitos que isto tem na hotelaria, no comércio. Vêm atletas, as famílias. Isto ajuda a nossa gente a sair da pandemia”, indicou Xoan Vázquez Mao, secretário geral do Eixo Atlântico.
Outra das novidades da edição deste ano é a realização, antes dos jogos, de uma meia-maratona aberta à comunidade.

“O objectivo é que a cidadania também participe nos jogos”, apontou Xoan Vázquez Mao. A terceira novidade é que vai ser apresentada a marcha dos Jogos do Eixo Atlântico, da autoria do maestro Vitor Dias.
“A marcha vai ser tocada na cerimónia de abertura e também na entrega das medalhas”, indicou Xoan Vázquez Mao.
O presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago, destacou que os jogos decorrem uma semana antes das festas do concelho, pelo que espera muitos visitantes.
“A Maia é o berço do desporto e da qualidade de vida no nosso país. Somos a cidade do desporto e os jogos decorrem antes das festas do concelho. Vamos ter os melhores jogos do Eixo Atlântico realizados até agora”, indicou o autarca da Maia.

O vereador dos pelouros do Desporto, Juventude e Dinamização Territorial da Câmara Municipal da Maia, Hernâni Ribeiro, destacou que a cidade tem boas infraesturas, com capacidade para acolher os atletas e público nas mais variadas modalidades. Os 2400 atletas representam 28 municípios e participam em seis modalidades, sendo que quatro são colectivas (Andebol, Basquetebol, o Futebol de 7, Voleibol feminino) e duas individuais (Atletismo e Natação). Os jogos de Andebol, Basquetebol, o atletismo e a Natação têm as versões masculina e feminina. Hêrnani Ribeiro frisou ainda que os Jogos do Eixo Atlântico têm também uma vertente inclusiva.

“Vamos ter a competição de desporto adaptado, quer no Atletismo, quer na Natação”, indicou o vereador dos pelouros do Desporto, Juventude e Dinamização Territorial da Maia. A sessão de abertura decorre no dia 4 de Julho, a partir das 16 horas, na Praça do Município e deve contar com as presenças do secretário de Estado da Juventude e do Desporto e da secretária de Estado do Desenvolvimento Regional e dos presidentes das federações das respectivas modalidades desportivas. Do lado português, estão confirmadas delegações da Maia, Matosinhos, Gondomar, Bragança, Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Real, Peso da Régua, Valongo, Braga, Barcelos, Viana do Castelo, Santa Maria da Feira, Amarante, Guimarães e Póvoa de Varzim.

Jogos do Eixo Atlântico são benéficos para toda a euro-região

Os jogos do Eixo Atlântico são um benefício para a cidade que os organiza e para a Euro-região. Quem o diz é Xoan Vázquez Mao, secretário geral do Eixo Atlântico
O responsável pelo Eixo Atlântico já fez as contas dos lucros que a região pode obter com a realização dos jogos. ”O cálculo estimativo é 2400 desportistas. De fora devem vir cerca de 1500, com pacotes que implicam hotel, refeições e se multiplicarmos por 1500, e por cinco dias, a 50 euros diários, estamos a falar na ordem dos 75 mil euros por dia, só nesse conceito. Se multiplicarmos por cinco (dias), dá cerca de 400 mil euros, sem contar as despesas dos familiares e despesas extra dos desportistas”, apontou Xoan Vázquez Mao. O secretário geral do Eixo Atlântico acrescentou que os beneficios se podem estender a toda a região e não só à cidade que acolhe os jogos. ”O resto das cidades têm um benefício imenso que é a satisfação dos seus desportistas poderem competir e participar nos jogos. Isso serve de treino para as cidades que estão a pensar em candidatar-se aos próximos jogos. Quem participar nos jogos da Maia está a cimentar a candidatura aos próximos jogos”, disse Xoan Vázquez Mao. O número de 2400 atletas participantes demonstra o interesse das cidades portuguesas e galegas que compõem o Eixo Atlântico.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho