Correio do Minho

Braga,

- +
Colégio Alfacoop implementa projecto Educação 5.0 no 1.º Ciclo
Associação de Atletismo de Braga contesta exclusão de Ana Marinho

Colégio Alfacoop implementa projecto Educação 5.0 no 1.º Ciclo

Guerreiros do Minho procuram sair de Fundão com os três pontos

Colégio Alfacoop implementa projecto Educação 5.0 no 1.º Ciclo

Braga

2021-10-22 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

Coopertiva de ensino de Ruílhe decidiu investir na inovação do seu projecto educativo com recurso a ferramentas digitais.

O Colégio Alfacoop investiu cerca de 200 mil euros no Educação 5.0, projecto educativo que abrange este ano lectivo duas centenas de alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico.
Assente em cinco conceitos chave: tecnologia, espaço, pedagogia, emoção e envolvimento, Educação 5.0 foi ontem apresentado por Sérgio Lino, presidente do conselho de administração da cooperativa Alfacoop, em Ruílhe, como “um projecto pioneiro” que, através de equipamentos digitais, nomeadamente um tablet disponibilizado a cada um dos alunos, pretende “reinventar” o ensino/aprendizagem neste estabelecimento de ensino através de um processo de transformação pedagógica.
Marco Bento, investigador em Tecnologia Educativa no Centro de Investigação em Educação da Universidade do Minho, convidado para conceber a arquitectura do Educação 5.0, explicou, em conferência de imprensa, que o mesmo permite criar a sala de aula “onde quisermos”, em ambiente exterior ou virtual, beneficiando do regime de flexibilidade curricular e da conexão com os encarregados de educação .
“Trata-se de um projecto de integração digital, não de digitalização da escola”, explicou aquele investigador, adiantando que a implementação do Educação 5.0 beneficia de uma “liderança com uma visão da Escola daqui a alguns anos, com pensamento estratégico, já que a Educação é feita a longo prazo”.
O projecto Educação 5.0 não vem substituir o livro e a caneta por meios digitais, antes visa que estes promovam a “conexão digital” entre educadores e educandos, com reflexos positivos no envolvimento destes no processo de aprendizagem.
Sérgio Lino esclareceu que, Educação 5.0 pretende “construir um modelo de educação atendendo aos currículos já existentes, criando o nosso próprio aluno”, proporcionando-lhe novas ferramentas. “Não podemos continuar a ensinar com alunos virados para a frente na sala de aula”, alegou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho