Correio do Minho

Braga,

- +
Câmara de Vila Verde apoia famílias e empresas
Câmara compensa TUB com 1,1 milhões de euros

Câmara de Vila Verde apoia famílias e empresas

Desnivelamento na rotunda de Silvares abre terça-feira

Câmara de Vila Verde apoia famílias e empresas

Cávado

2021-01-18 às 06h00

Redacção Redacção

Entrega de bens alimentares, o pagamento de medicamentos e isenções de taxas são algumas das medidas apresentadas pela autarquia.

A Câmara Municipal de Vila Verde vai apoiar as famílias e empresas do concelho durante o período de confinamento. As novas medidas visam atenuar os efeitos da pandemia causada pela Covid-19.
Além do acompanhamento das famílias em situação de carência financeira, está também prevista a entrega de bens alimentares, receitas médicas e medicamentos a pessoas idosas e doentes crónicos, numa acção desenvolvida em articulação com os serviços de saúde e os presidentes de juntas de freguesia do concelho. A autarquia disponibiliza linhas telefónicas para apoio psicológico e social e garante o acompanhamento dos idosos através do Projecto Idade Maior que conta com o apoio da Cruz Vermelha Portuguesa e da GNR.

No que se refere às instituições particulares de solidariedade social, o município vilaverdense atribuiu recentemente um apoio de 100 mil euros para ajudar a combater a pandemia. Foi ainda entregue material de protecção individual (máscaras, luvas e gel desinfectante) a estas instituições de solidariedade social, assim como ao Centro de Saúde e aos Bombeiros Voluntários.
As escolas estão a ser equipadas com materiais de desinfecção e protecção, tapetes pedilúvio e termómetros.

No que se refere às empresas, está prevista a isenção de 60 por cento da facturação relativa ao mês de Dezembro e primeiro trimestre de 2021 para as tarifas fixas e variáveis aplicáveis aos serviços de água, saneamento e resíduos, para os consumidores que desenvolvem actividades de comércio e serviços cujas superfícies dos estabelecimentos tenham até 200 metros quadrados (m2) de área, podendo, no caso da restauração ser ultrapassado este limite. A isenção total das taxas de ocupação de espaço público, durante este ano, para instalação de mobiliário urbano, toldos e publicidade, para todas as empresas de restauração, comércio e serviços sedeadas no concelho cuja superfície comercial não exceda os 200 m2 (podendo este limite ser ultrapassado no caso da restauração).

Casos os espaços comerciais sejam da propriedade do município, está prevista a isenção 50 por cento do pagamento das rendas durante o primeiro trimestre de 2021 aos estabelecimentos afectos ao comércio, restauração e serviços.
António Vilela, presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, considera que “é fundamental unir esforços para ajudar famílias e empresas a superarem o agravamento das dificuldades que já vinham enfrentando desde Março do ano passado. Este é um momento particularmente difícil em que só um trabalho em rede e de conjugação de esforços nos permite chegar a todos e não deixar ninguém para trás”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho