Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Câmara de Monção entregou equipamento de protecção individual a bombeiros
Espectáculo para escolas divulga história e identidade de Braga

Câmara de Monção entregou equipamento de protecção individual a bombeiros

Suspeito de morte de prostituta em Guimarães libertado por excesso de prisão preventiva

Cávado

2018-08-15 às 06h00

Miguel Viana

MATERIAL permite melhorar a acção dos Bombeiros Voluntários de Monção no combate aos fogos florestais. Investimento camarário nos 50 fatos rondou os 17 mil euros.

O presidente da Câmara Municipal de Monção, António Barbosa, entregou ontem 50 equipamentos de protecção individual aos Bombeiros Voluntários de Monção. O material custou cerca de 17 mil euros e foi pago na íntegra pelo município monçanense.
“Isto é um investimento. Tem havido uma colaboração muito estreita entre o município e esta instituição (Bombeiros Voluntários), porque quando falamos em subsidiar os bombeiros, falamos em investir em algo que é essencial para o nosso território”, afirmou António Barbosa, acrescentando que “é dessa forma que continuaremos nos próximos anos”.
O autarca monçanense considerou que é essencial apostar na prevenção. “Continuamos a ter uma área florestal enorme, com grandes perigos, mas estamos a fazer o nosso trabalho em termos de prevenção, da limpeza das faixas junto às Estradas Municipais. Estamos a fazer o que é a nossa obrigação, apesar do nosso Plano Municipal de Defesa Contra incêndios ainda não estar aprovado. Esperemos que em breve seja aprovado pelo Instituto de Conservação da Natureza”, considerou António Barbosa.
O comandante dos Bombeiros Voluntários de Monção, José Passos, disse que os novos equipamentos vêm reforçar a segurança do corpo activo, até porque “a maior parte deles (equip- amentos de protecção individual) já têm dois ou três anos e vão perdendo as suas características. Esta era uma das grandes lacunas que tinhamos”, disse o comandante.
José Passos notou que “a câmara prontificou-se a ajudar-nos”.
O presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Monção, Paulo Rocha realçou que a colectividade tem uma situação financeira estável “mas não dá para estes equipamentos. Fazemos os possíveis para renovar os equipamentos e ter os ordenados ao dia certo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.