Correio do Minho

Braga,

- +
Câmara de Braga constitui Conselho Municipal do Imigrante, Integração e Interculturalidade
Abel Ruiz renasce no fim e Novais espreita a época mais produtiva

Câmara de Braga constitui Conselho Municipal do Imigrante, Integração e Interculturalidade

Programa Sete Mares apresenta hoje um especial com Wave Flow

Câmara de Braga constitui Conselho Municipal do Imigrante, Integração e Interculturalidade

Braga

2021-04-14 às 14h14

Redacção Redacção

Para a criação deste órgão foi constituído um grupo de trabalho, composto por representantes da Autarquia e de associações de imigrantes, que procedeu à elaboração de um regulamento. O documento será agora submetido à apreciação do Executivo Municipal.

A Câmara de Braga vai criar um Conselho Municipal do Imigrante, Integração e Interculturalidade. Este órgão visa a promoção da cidadania, da participação e dos valores dos direitos humanos, contribuindo para a criação de políticas de acolhimento e integração das pessoas imigrantes na sociedade Bracarense.

Para a criação deste órgão foi constituído um grupo de trabalho, composto por representantes da Autarquia e de associações de imigrantes, que procedeu à elaboração de um regulamento. O documento será agora submetido à apreciação do Executivo Municipal.

Ao longo dos últimos anos, o Município de Braga tem desenvolvido um conjunto de políticas que visam combater as exclusões sociais, afirmar os direitos humanos como motor da cidadania e construir uma Cidade aberta, diversa e intercultural.

“A não discriminação e a solidariedade são pilares fundamentais destas políticas, numa perspectiva de acolhimento de todas as pessoas, nacionais e estrangeiras, de forma a potenciar a convivência intercultural, o multilinguismo e a diversidade étnica e religiosa”, explicou a vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Sameiro Araújo, no final da reunião do grupo de trabalho realizada no passado dia 13 de Abril.

Segundo Sameiro Araújo, o Conselho Municipal do Imigrante, Integração e Interculturalidade pretende ser um “elemento promotor da cidadania e participação, ao mesmo tempo que procura contribuir para as políticas de acolhimento e integração das pessoas imigrantes”. “Outro dos objectivos é a promoção da interculturalidade, alicerçada numa “visão de Cidade mais igualitária e solidária, comprometida com o combate à pobreza, às exclusões sociais e territoriais e às discriminações raciais, numa lógica de subsidiariedade e de parceria local”, acrescentou a vice-presidente da Autarquia.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho