Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Câmara da Póvoa de Lanhoso institui Provedor do Idoso
Guimarães: Uma volta ao mundo do jazz em 10 dias

Câmara da Póvoa de Lanhoso institui Provedor do Idoso

Formalizado pedido para suspender alienação do edifício Confiança

Cávado

2018-02-21 às 14h20

Lurdes Marques

Álvaro Oliveira é o Provedor do Idoso da Póvoa de Lanhoso desde ontem à tarde, em que foi assinado um protocolo entre o município e a Comissão de Protecção ao Idoso. O autarca povoense, Avelino Silva, diz que é preciso cuidar bem dos idosos.

A Câmara da Póvoa de Lanhoso é pioneira no país, tornando-se uma das primeiras autarquias a instituir a figura do Provedor do Idoso. Nas Terras da Maria da Fonte, Álvaro Oliveira é, a partir de agora, o representante dos idosos do concelho, após a assinatura, na tarde de ontem, do protocolo entre entre o município e a Comissão de Protecção do Idoso (CPI), representada pelo seu presidente, Carlos Branco.
Este momento integrou o seminário Justiça Social e Envelhecimento - realidades e desafios, realizado no Fórum dos Bombeiros, na Póvoa de Lanhoso. Temos enorme respeito pelos mais velhos. Sabemos muito bem que esta fase da nossa vida deve merecer uma especial atenção. Conhecemos muito bem o terreno e temos consciência que há ainda muitas necessidades ao nível do combate ao isolamento e à melhoria das condições de vida dos povoenses mais velhos, frisou o autarca Avelino Silva, na abertura dos trabalhos.

Quanto ao novo provedor, o autarca referiu que se trata de um povoense reconhecido na comunidade, com um forte percurso associativo, um homem com sensibilidade social e com um profundo conhecimento das dinâmicas da nossa comunidade.
Uma autarquia que não acarinha e cuida dos seus idosos, não está a cumprir na plenitude o mandato que os cidadãos lhe confiaram. Nós estamos aqui para trabalhar para todos os povoenses, mas em especial, para as crianças e para os idosos.

De entre outras intervenções, Carlos Branco, da CPI, deixou o alerta de que é necessário reconstruir o imaginário social do idoso, sendo que na Póvoa de Lanhoso os idosos são ouvidos nos processos e participam de forma activa. Já Alice Matos, presidente da Mesa do Conselho Geral do Núcleo Distrital de Braga da EAPN Portugal - Rede Europeia Anti Pobreza, destacou a necessidade de dar às pessoas mais velhas a oportunidade de fazer opões. Se as instituições que as acolhem tiverem esta abertura e criarem condições para que as pessoas decidam, prestarão um apoio que vai mais de encontro às necessidades das pessoas e que respeita mais os direitos das pessoas.
Álvaro Oliveira mostra-se motivado para ajudar a resolver os problemas dos mais idosos e deixa o apelo em prol de uma sociedade que dê mais felicidade e respeito às pessoas idosas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.