Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Clubes não vão contratar quem rescindiu
José Maria Costa redistribui funções e assume Educação

Clubes não vão contratar quem rescindiu

Famalicão Cidade Orizuro

Clubes não vão contratar quem rescindiu

Desporto

2020-04-08 às 14h11

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Presidentes decidiram, em conjunto com a Liga, que ninguém irá contratar jogadores que tenham rescindido de forma unilateral com os respectivos clubes durante este período. António Salvador lançou a ideia e restantes presidentes acolheram-na.

Confirmou-se ontem a primeira rescisão de contrato por justa causa de um jogador com o respectivo clube. No caso em concreto, o guardião do Desportivo das Aves, Beunardeau, avançou para a rescisão por incumprimento salarial.
É provável que, nos próximos dias, e em virtude da situação complicada por que alguns clubes estão a passar, mais casos como o de Beunardeau possam suceder. Ora, no dia de ontem decorreu uma reunião entre a Liga e os presidentes dos clubes, na qual, sabe o Correio do Minho, o líder do SC Braga, António Salvador, deixou bem claro que os minhotos não contratarão nenhum jogador que tenha rescindido com o respectivo clube durante este período de crise pandémica.
O SC Braga considera que este é um tempo em que, mais do que nunca, deve prevalecer o respeito, a união e a solidariedade entre os clubes, por forma a que, todos juntos, possam ultrapassar esta fase complicada com o mínimo de estragos possíveis. O SC Braga entende que não seria ético aproveitar-se das dificuldades alheias para reforçar ou fortalecer o seu plantel.
Ora, esta tomada de posição por parte do presidente dos minhotos recebeu bastante abertura por parte dos líderes dos outros clubes e, já numa fase de conclusão da reunião - que decorreu por vídeoconferência -, todos chegaram a acordo de que “nenhum clube irá avançar com a contratação de um jogador que rescinda unilateralmente o seu contrato de trabalho em consequência da pandemia Covid-19”, refere o comunicado emitido pelo organismo liderado por Pedro Proença, que refere o seguinte: “Os presidentes dos clubes, reunidos hoje [ontem] em videoconferência, com o Presidente da Liga Portugal, Pedro Proença, além de uma análise à situação actual, deliberaram, e decidiram anunciar publicamente a decisão, que nenhum clube irá contratar um jogador que rescinda unilateralmente o seu contrato de trabalho, evocando questões provocadas em conse- quência da pandemia do Covid-19 ou de quaisquer decisões excepcionais decorrentes da mesma, nomeadamente da extensão da época desportiva”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho