Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Cher Ndour afastou a crise de resultados
Paredes de Coura acolhe Ciclo de Polinização Musical

Cher Ndour afastou a crise de resultados

Castelo do Neiva acolhe Mostra Gastronómica do Polvo a 20 e 21 de abril

Cher Ndour afastou a crise de resultados

Desporto

2024-02-18 às 22h50

Fábio Moreira Fábio Moreira

À lei da bomba, o jovem médio Cher Ndour fez o SC Braga regressar aos triunfos, confirmando a vitória de 2-1 sobre o Farense na 22.ª jornada da I Liga. Simon Banza abriu a contagem na ‘Pedreira’ e Belloumi apontou o tento de honra dos algarvios.

Citação

Os Guerreiros do Minho estão de regresso aos triunfos (e ao 4.º posto isolado na I Liga). Os pupilos de Artur Jorge receberam e venceram o Farense por 2-1. Banza abriu a contagem, mas Belloumi respondeu. Foi então que Cher Ndour um pontapé na crise de resultados arsenalista.
Ninguém pode dizer que os arsenalistas não procuraram ser uma equipa assertiva no primeiro tempo. O problema é que a ‘redondinha’ parecia teimar em alegrar os Guerreiros do Minho.
Depois de uns 20 minutos sem grande história, Banza respondeu a um cruzamento de José Fonte com uma cabeçada em balão que saiu por cima. Pouco depois foi a vez de Roger tirar um cruzamento-remate que obrigou Ricardo Velho a uma defesa aplicada para manter o nulo.

Já para lá da meia-hora, Abel Ruiz surgiu na entrada da pequena área com tudo para marcar, mas o espanhol não conseguiu rematar nas melhores condições.
Qualquer um destes lances poderia bem ter dado em golo, mas o desperdício mais criminoso veio mesmo dos pés de João Moutinho. A cinco minutos do intervalo, Pastor travou Banza em falta e o árbitro deu uma grande penalidade ao SC Braga. Chamou-se Moutinho aos 11 metros (afinal de contas, ele bate bem), mas o médio permitiu a defesa de Ricardo Velho.
Ainda no primeiro tempo, Banza voltou a tentar a sua sorte, mas esbarrou em Ricardo Velho e o Farense testou a atenção de Matheus Magalhães com um perigoso livre directo de Mattheus Oliveira a passar perto dos ferros arsenalistas.

Num reflexo da primeira parte, o SC Braga voltou a demorar um pouco a entrar nos eixos e a ameaçar a baliza adversária. Porém, quando o fez, foi com a pontaria que não tinha apresentado na primeira metade.
Já para lá da hora de jogo, Banza recebeu um cruzamento vindo da direita e, com uma cabeçada deliciosa e bem colocada, bateu Ricardo Velho para o 1-0.
Contudo, os algarvios não deram o jogo como perdido e foram atrás do resultado. Com o relógio a marcar 15 minutos para os 90, o Farense lá fez a festa do golo. Bola muito bem trabalhada no lado esquerdo do ataque algarvio e Belloumi respondeu ao cruzamento, ganhando posição entre os defesas arsenalistas e cabeceando para o fundo das redes de Matheus.
A audácia algarvia em chegar ao empate parece ter ‘enervado’ os jogadores arsenalistas. Especialmente Cher Ndour. O médio emprestado pelo PSG, a cinco minutos dos 90, aproveitou uma bola vindas dos ferros da baliza de Ricardo Velho para fuzilar, com violência, as redes do Farense, confirmando assim o triunfo bracarense.
Já nos instantes finais, o recém-entrado Rony Lopes ainda tentou a sua sorte para dar alguma tranquilidade aos Guerreiros do Minho, mas, mais uma vez, ricardo Velho brilhou para impedir a festa minhota.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho