Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Cerveira: Selecionados três projetos para a 2ª fase do Concurso Internacional de Ideias da ponte pedonal transfronteiriça
Clube Náutico de Prado campeão nacional de Primeiras Pagaiadas

Cerveira: Selecionados três projetos para a 2ª fase do Concurso Internacional de Ideias da ponte pedonal transfronteiriça

Formalizado pedido para suspender alienação do edifício Confiança

Alto Minho

2018-02-23 às 18h17

Redacção

Álvaro Siza e Jorge Amorín Nunes, Francisco Javier Zubia e Paula Teles, Ginés Garrido e Alejandro são os candidatos que obtiveram as melhores pontuações entre as 24 propostas aceites ao Concurso Internacional de Ideias para a construção da futura travessia pedonal e ciclável sobre o rio Minho, entre Vila Nova de Cerveira e Tomiño. Próximo passo é a elaboração do anteprojeto.

Reunido esta quinta-feira, em Pontevedra, o Júri Internacional selecionou, praticamente por unanimidade, as três propostas classificadas de alta categoria, excelente nível e esculturas sobre o rio: Raia, apresentada pelas sociedades Álvaro Siza (do arquiteto homónimo) e a GOP (representada por Jorge Amorín Nunes); Caminho do Rio, da Sociedade Proyectos y Obras de Estructuras e Instalaciones, representada por Francisco Javier Zubía, e a sociedade Mobilidade e Planeamento do Território, representado pela Engenheira Paula Teles; e Uma Linha sobre o Minho, das sociedades Burgos y Garrido, representada por Ginés Garrido Colmenero e Bernabeu Ingenieros, representado por Alejandro Bernabeu Larena.

A acompanhar todo o processo esteve o presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira que agradeceu a agilidade e organização da Deputación de Pontevedra em avançar com este concurso. Fernando Nogueira realçou a importância desta travessia transfronteiriça na consolidação definitiva da região do Minho e da união lusogalaica, mas alertou que este é apenas mais um importante passo. Por sua vez, a homóloga do Concello de Tomiño, Sandra González, destacou que os três projetos selecionados são praticamente peças escultóricas sobre o Minho, reiterando que agora há que começar a percorrer um longo caminho ao nível administrativo.
O procedimento para a seleção do projeto final prossegue com o convite aos três proponentes selecionados para participar na elaboração do anteprojeto da ponte, do qual sairá um vencedor para formalização de contrato. Só após este processo é que se avançará com as autorizações necessárias e pareceres dos organismos competentes para poder desenvolver a obra. Na terceira fase, e após obtidas as autorizações, a Deputación encarregará o vencedor de elaborar o projeto definitivo.

Esta travessia sobre o rio Minho, a unir as margens de Vila Nova de Cerveira e de Tomiño distantes 180 m, apresenta-se como um meio para alcançar o objetivo final que é a constituição do Parque Transfronteiriço Castelinho-Fortaleza que visa fomentar a mobilidade pedonal e ciclável para aumentar o turismo, potenciando os valores ambientais, paisagísticos e patrimoniais daqueles espaços complementares.
A elaboração do desenho da nova ponte pedonal e ciclável sobre o rio Minho integra uma das atividades do projeto VISIT_RIO_MINHO apresentado à primeira convocatória do Interreg VA POCTEP, numa candidatura conjunta da Deputación de Pontevedra com a CIM Alto Minho, os concelhos do Norte de Portugal, a Fundación CEER, o Centro Tecnológico do Mar e a Universidade de Vigo. O projeto obteve um cofinanciamento do 75% de fundos FEDER, com um orçamento total aprovado de dois milhões de euros.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.