Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Centro Escolar de Esporões com novo atraso
Câmara Municipal apoia certificação dos bordados de S. Miguel da Carreira

Centro Escolar de Esporões com novo atraso

Agere agita ‘águas’ com novos investimentos em 2019

As Nossas Escolas

2019-01-03 às 06h00

Teresa M. Costa

Ano novo mas sem escola nova. É assim que os alunos do JI?e EB1 de Esporões regressam hoje às aulas com a abertura do Centro Escolar remetida agora para 14 de Janeiro.

Os alunos de Esporões regressam hoje às aulas, mas ainda sem escola nova, apesar da última promessa apontar para a mudança durante a pausa lectiva do Natal.
Em mais uma visita às obras do Centro Escolar, realizada ontem, a Associação de Pais e Amigos do JI e da EB1 de Esporões constatou que ainda há trabalhos em curso e que só haverá condições mínimas para a mudança daqui a duas semanas.
A Associação de Pais, através da sua página de facebook, já lamentou "esta sucessão de atrasos" e pede ao Município que confirme a abertura do Centro Escolar para 14 de Janeiro, “tranquilizando, assim, esta comunidade educativa”.

As obras de construção do Centro Escolar de Esporões, a cargo do Município de Braga, já decorrem há cerca de dois anos, o que obriga as crianças a frequentarem as actividades lectivas em contentores.
O presidente da Junta de Freguesia de Esporões, João Oliveira, partilha da “intranquilidade” de pais e alunos e, apesar da desejada mudança para as novas instalações, defende que ela se faça com as condições mínimas.
João Oliveira confirma que falta ultimar alguns trabalhos relacionados com carpintaria, sanitários e limpeza geral das instalações.
A última data apontada é 14 de Janeiro, mas “já ninguém acredita nas datas” desabafa o autarca de Esporões. “Vamos esperar que seja desta” afirma, revelando, no entanto, que a mudança irá fazer-se com trabalhos em falta que estão remetidos para a próxima pausa lectiva.

Em causa está a instalação do sistema de ar condicionado e outras especialidades.
No que toca ao aquecimento ele será assegurado por aquecedores, aponta João Oliveira.
Município de Braga, Junta de Freguesia, Associação de Pais e Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio (AEAS) - onde o estabelecimento se integra - assumiram, nos últimos dois meses, o acompanhamento da obra no terreno, com visitas semanais.

O director do Agrupamento, João Andrade, confirma o acompanhamento semanal da obra que teve desenvolvimentos no último mês e meio.
Os sucessivos atrasos na construção do Centro Escolar de Esporões motivaram uma manifestação de pais, crianças e população à porta do estabelecimento no passado mês de Novembro.
Em resposta, o presidente da Câmara Municipal de Braga comprometeu-se, na altura, com a conclusão das obras em Dezembro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.