Correio do Minho

Braga, terça-feira

Casal detido por tráfico de droga
Hospital de Braga espera pico da gripe na próxima semana

Casal detido por tráfico de droga

SC Braga: Ryller, Figueiras e um central para confirmar muito em breve

Casos do Dia

2017-07-06 às 06h00

Teresa M. Costa

NIC DA GNR PÓVOA DE LANHOSO deteve, em Ferreiros, Braga, um homem e uma mulher por suspeita de tráfico de estupefaciente. Buscas realizadas pela GNR permitiram apreender cocaína, vários telemóveis e equipamento informático.

A GNR, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Póvoa de Lanhoso, deteve, anteontem, em Braga, um casal por tráfico de estupefacientes.

As detenções ocorreram no âmbito de um inquérito por tráfico de estupefacientes que o NIC da Póvoa de Lanhoso iniciou há cerca de um ano.

Anteontem, na freguesia de Ferreiros, em Braga, a GNR realizou duas buscas domiciliárias, outras duas não domiciliárias e uma em veículos.
Além das duas detenções, as diligências policiais culminaram com a apreensão de cocaína suficiente para 175 doses individuais; duas viaturas; vários telemóveis e diverso material informático e ainda 65 euros em numerário.

Os dois detidos, de 29 e 37 anos, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão para aplicação de eventuais medidas de coacção.
Há menos de duas semanas, o NIC da Póvoa de Lanhoso desencadeou uma mega-operação de combate ao tráfico de droga, que implica a realização de cerca de uma dezena de buscas, uma delas no Estabelecimento Prisional do Vale do Sousa, nos concelhos de Braga, Vila Verde e no Porto.
Ao todo, foram detidas seis pessoas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.