Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Carvalhal satisfeito com exibição “muitíssimo boa” do SC Braga
“Perdemos oportunidades na antecipação da 2.ª vaga e agora corremos atrás do prejuízo”

Carvalhal satisfeito com exibição “muitíssimo boa” do SC Braga

Município de Braga avança com criação de Centro de Biotrituração Comunitário

Carvalhal satisfeito com exibição “muitíssimo boa” do SC Braga

Desporto

2020-10-18 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Técnico recordou o facto de os madeirenses terem entrado em campo ainda invictos, sublinhando a justiça e a ligeireza do resultado. Equipa está a crescer cada vez mais e isso é motivo de orgulho.

Naturalmente satisfeito com mais um triunfo alcançado na I Liga, Carlos Carvalhal deixou uma primeira nota, na conferência de rescaldo, acerca do adversário que acabara de derrotar.
“O Nacional ainda não tinha perdido, é uma equipa difícil, que, se apanhar alguém distraído, vai tirar-lhe pontos”, frisou o técnico de 54 anos, assumindo ter preparado bem o jogo e que “os jogadores foram inexcedíveis”, tendo realizado “a melhor exibição até hoje”. Agora, o Carvalhal quer ver a equipa continuar a “subir de rendimento”, porque já a vê capaz de fazer “90 minutos muito consistentes”.
“Podíamos ter ido com 3-0 para o intervalo e, na segunda parte, a tónica foi a mesma, a controlar o jogo, a dispor de oportunidades muito boas para matar o jogo. O adversário fez um golo de forma fortuita, mas a forma como a nossa equipa reagiu, não entrou em pânico, geriu o jogo com bola até ao fim. Quem olha para o resultado pensa que o Braga sentiu dificuldades, mas não e justificava-se um desnível maior no resultado”, lamentou, abordando um momento chave na partida, que transfigurou aquele que viria a ser considerado o homem do jogo.
“Dei-lhe dois berros para o acordar, estava a jogar cheio de estilo e quando resolveu jogar à Galeno, mudou o jogo”, disse, admitindo estar contente com a forma como os jogadores estão a repsonder à dinâmica que está a ser assimilada.
“Criar muitas oportunidades de golo tem sido a nossa tónica e isso é bom, é sinal de que a identidade está bem assimilada. Vejo isto pelo lado positivo. Vamos melhorar e crescer, mas essa linha de crescimento não é linear. As nossas equipas acabam melhor do que começam, estou muito satisfeito com o nível de hoje, foi uma exibição muitíssimo boa”, explicou, terminando a conferência de imprensa abordando o aparecimento de Ricardo Esgaio com a braçadeira de capitão.
“Temos um nucelo de capitães da equipa, com o Fransérgio, Esgaio, Matheus, Ricardo Horta, Rui Fonte e Paulinho, quem usa a braçadeira é uma decisão minha, por vezes tem a ver com um factor mais motivacional, só isso”, explicou, apontado já ao duelo de quinta-feira, com o AEK, para a Liga Europa.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho