Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Carlos Carvalhal: “Fizemos um grande jogo, um dos melhores da época”
Município de Ponte de Lima continua a apoiar ensino à distância

Carlos Carvalhal: “Fizemos um grande jogo, um dos melhores da época”

Câmara de Vizela lança novo concurso de curtas metragens

Carlos Carvalhal: “Fizemos um grande jogo, um dos melhores da época”

Desporto

2021-02-22 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

Carlos Carvalhal destaca a qualidade de jogo diante do Tondela e a exibição dos guerreiros. Técnico lembra contexto “terrível” em que os bracarenses têm jogado nos últimos meses.

É contexto “é terrível”, por isso, Carlos Carvalhal voltou a tecer rasgados elogios ao plantel bracarense após a vitória frente ao Tondela. “Fizemos um grande jogo, um dos melhores da época. Creio que os dois golos sofridos faz o resultado até um pouco mentiroso. Desperdiçámos muitas oportunidades, fomos uma equipa muito segura, muito forte a atacar e muito segura a defender, muito pressionante”, analisou o técnico do SC Braga, voltando a focar o ciclo intenso de jogos nos últimos meses.

“Andei aqui a fazer figura repetitiva, sempre a falar da mesma coisa e a maior parte das pessoas não entendia o que eu estava a dizer, pensava que andávamos a jogar de três em três dias como toda a gente joga, porque isto é normal em Inglaterra. Nós fizemos oito jogos consecutivos com dois dias de intervalo em cada, isto não existe e o zerozero, felizmente, fez uma análise séria. Nos últimos vinte anos, não houve nenhuma equipa nos campeonatos europeus que fizesse uma sequência destas. Não é em Portugal, é em lado nenhum. Cheguei a ser criticado por andar a dizer isto e tive de me repetir, inclusive o meu filho a dizer-me que já andava a ser chato com isso”, frisou Carvalhal.

O treinador diz estarem a viver este ciclo “terrível” com “jogos consecutivos de elevado nível” como aconteceu ontem: “bom recorte técnico, com grandes jogadas, uma equipa muito coesa, sempre inteira no jogo. O que aconteceu com a Roma não nos beliscou minimamente, a reacção foi muito boa e, acima de tudo, registo para além da vitória, os golos e jogadas de recorte técnico de elevado nível, evidentemente que fico satisfeito porque o contexto é terrível”. “Ainda há pouco tempo vi um colega meu a dizer que sentiu a equipa cansada, porque fez um jogo a meio da semana, um jogo, eu já levo 14 ou 15 sempre a abrir, sem treinar, só a recuperar e já levo isto há quase três meses”, sublinhou.

Quanto ao segundo lugar, não é coisa que preocupe Carvalhal. “O mais importante agora é mudar o chip e pensar no jogo com a Roma. Vamos jogar na quinta- -feira com a Roma, no domingo na Madeira, com o Nacional, e, na quarta, com o FC Porto. Mais uma vez, vamos estar em pé de desigualdade com os nossos adversários, mas contem com o SC Braga, vamos à luta”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho