Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
“Caminho de continuidade e crescimento”
Ciclo do Pão recria tradições em Vieira do Minho

“Caminho de continuidade e crescimento”

Município de Viana investe 7,1 milhões na compra de autocarros eléctricos

“Caminho de continuidade e crescimento”

Desporto

2024-06-15 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Manuel Machado foi reconduzido para novo mandato de quatro anos na presidência da Associação de Futebol de Braga, com 99,51 por cento dos votos a favor. Candidato único deixa palavra de gratidão aos que fecharam um ciclo na Associação.

Citação

Manuel de Jesus Ribeiro Machado, candidato único à presidência da Associação de Futebol de Braga, foi ontem à noite reconduzido na liderança do organismo que, de resto, já dirige há 13 anos, desde que sucedeu a Carlos Coutada, em 2011.
Durante três horas, entre as 18.30h e as 21.30h desta sexta-feira, os clubes foram convocados a proceder à votação. No total, foram 44 os emblemas filiados na AF Braga que participaram neste sufrágio, número correspondente a 1.223 votos. Desses, não se verificou qualquer voto nulo, tendo sido contabilizados seis votos em branco e 1.217 a favor, o que corresponde a 99, 51 por cento.
“O acto eleitoral decorreu conforme o que estava previsto nos estatutos. Era bom que tivesse aparecido outra candidatura”, sublinhou Manuel Machado.
“Quero deixar uma palavra aos que, hoje [ontem], deixam de fazer parte da Associação de Futebol de Braga. Uma palavra de agradecimento e reconhecimento, pela contribuição para o prestígío e grandeza desta instituição”, referiu o dirigente, acrescentando: “aos que entram, desejar-lhes as maiores felicidades, no sentido de percorrermos um caminho de continuidade e crescimento. Que estejam disponíveis para esta grande Associação, que tem uma forte responsabilidade no panorama do futebol português”.
Da lista de Manuel Machado, reconduzida para mais quatro anos, fazem parte (na direcção) Miguel Azevedo, José Amorim, Custódio Ribeiro, Fernando Silva, Adriano Santos, Armando Guimarães, Manuel Ferreira e Cristina Oliveira. De resto, Alves Pinto mantém-se na presidência da Mesa da Assembleia-Geral.
O Conselho de Justiça continuará a ser liderado por Jorge Pereira, enquanto João Gonçalves se mantém com a pasta da Disciplina. Já na Arbitragem, Domingos Gomes sucede a Cunha Antunes, num órgão que terá Rui Amaral e Hugo Rainha como vice-presidentes. Pedro Gonçalves continua a liderar o Conselho Fiscal, enquanto Joaquim Dias assumirá o Conselho Técnico.
Entre os objectivos para os próximos quatro anos estão, segundo Manuel Machado, a aposta no Walking Footbal, Super Quinas e o futebol inclusivo, mas não só.
“Temos de procurar sensibilizar os dirigentes e treinadores para que possam ser mitigadas as ‘más acções verbais’, nomeadamente nos jogos da formação. Não contibui para a educação das crianças, nem as faz evoluir desportivamente”, assumiu o dirigente, que quer continuar a ver subir o número de atletas, masculinos e femininos, procurando ao mesmo tempo dar um impulso ao futsal, com a nomeação de um coordenador para essa área. “Na próxima semana vamos resunir com os presidentes dos órgãos para que haja um sentido de cooperação e diálogo”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho