Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Caminha: Brasileira Gabi Buarque apresenta poemas e canções inéditas no Valadares
Narcóticos Anónimos: um recurso para recuperar a vida livre de drogas

Caminha: Brasileira Gabi Buarque apresenta poemas e canções inéditas no Valadares

Livro assinala 20 anos do Centro de Estudos Galegos da UMinho

Alto Minho

2017-11-08 às 16h26

Redacção

Gabi Buarque, cantora e compositora brasileira, é a próxima aposta do Valadares Teatro Municipal de Caminha. A artista vai apresentar o seu novo espetáculo no dia 25 de novembro, pelas 22H00. Os bilhetes já estão disponíveis nos Postos de Turismo de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

Gabi Buarque, cantora e compositora brasileira, é a próxima aposta do Valadares Teatro Municipal de Caminha. A artista vai apresentar o seu novo espetáculo no dia 25 de novembro, pelas 22H00. Os bilhetes já estão disponíveis nos Postos de Turismo de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

Gabi Buarque está em digressão pela Europa. Em Portugal, nomeadamente, em Caminha, vai apresentar um espetáculo de poemas e canções inéditas, num diálogo com as músicas gravadas em dois CD: “Deixo-me acontecer” e “Fiandeira”, sob direção cénica de Duda Maia.

No Valadares, os caminhenses vão ouvir “Roda de Coco”, “Prosa em Lá”, “Rio Grande”, “Sá Dona Fiandeira”, entre outros sucessos da artista brasileira.

Os bilhetes têm o valor de 5€ e já estão à venda nos Postos de Turismo de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

Sobre a sua música Gabi Buarque escreve: “a minha música é um espelho do que ouço, vejo, sinto, penso e vivo.” O processo de composição surge por influência de amigos da Escola Portátil de Música, um ambiente com profusão de encontros musicais. Ali também desenvolve seu violão e cavaquinho, além do canto de samba-choro. A escrita veio depois, através do livro ‘Água Viva’ de Clarice Lispector que lhe apontou a poesia em prosa, o fluxo de ideias e o nome do seu primeiro CD”.

Em 2015, o seu trabalho “Fiandeira” constou na lista de melhores CD pelas revistas japonesas LATINA e FÍGARO. Também já ganhou vários prémios: prémio Grão de Música, pela canção “Roda de Coco” (2014); 2º lugar no Festival Samba e Petiscos em Miraí-MG, com as canções “Alguidar” (2013) e “Gafieiríssima” (2014); troféu de Melhor Intérprete no Festival das Rádios Públicas do Brasil, com a canção “Sofro, Sim” (2010). A canção “Lea” é banda sonora do filme “Ibiti, o que?” (2015).

Em dezembro, no dia 8, os Palankalama sobem também ao palco do Valadares. Este quarteto dedicado à música instrumental, baseia as suas composições na música tradicional/folk de diversas regiões e imaginários. Cada música é uma procura de um cenário onde se desenvolve um argumento. Recorrendo à energia do rock, a narrativa é traçada pelos quatro elementos da banda, numa busca de lugares de 'ficção”. Em palco estarão: Pedro João (bandolim, cavaquinho, guitarra); José Ricardo Nogueira (guitarra); Aníbal Beirão (contrabaixo) e Rui Guerreiro (bateria, percussão). Os bilhetes custam 3€ e também já estão disponíveis nos Postos de Turismo de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

*** Nota da C.M. de Caminha ***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.