Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Câmara de Braga reduz capital social para salvar Mercado Abastecedor
Câmara de Famalicão investe 60 mil euros para instalar balcão dos CTT na Junta

Câmara de Braga reduz capital social para salvar Mercado Abastecedor

Sócrates Tem de Morrer: A Vida de John Smith em estreia absoluta no Vila Flor

Braga

2018-01-02 às 06h00

José Paulo Silva

O Município de Braga vai reduzir a sua participação no capital social do Mercado Abastecedor da Região de Braga (MARB) de 16,65 para 1% através de uma operação de recapitalização que visa a sobrevivência da própria empresa, detida maioritariamente pela Sociedade Instaladora de Mercados Abastecedores (SIMAB). Apesar dos resultados operacionais positivos registados nos últimos anos, a sociedade que gere o mercado grossista de produtos alimentares instalado em Celeirós acumulou, em anos transactos, resultados negativos consecutivos e significativos.

O Município de Braga vai reduzir a sua participação no capital social do Mercado Abastecedor da Região de Braga (MARB) de 16,65 para 1% através de uma operação de recapitalização que visa a sobrevivência da própria empresa, detida maioritariamente pela Sociedade Instaladora de Mercados Abastecedores (SIMAB).
Apesar dos resultados operacionais positivos registados nos últimos anos, a sociedade que gere o mercado grossista de produtos alimentares instalado em Celeirós acumulou, em anos transactos, resultados negativos consecutivos e significativos.

No final de 2016, o MARB apresentou capitais próprios negativos de mais de 1, 5 milhões de euros.
A administração reconhece que “apesar da significativa melhoria dos indicadores operacionais, e mesmo mantendo essa perspectiva para os próximos anos, o serviço da dívida associado ao endividamento não é compatível com a capacidade de geração de fundos associada à actividade do MARB”, o que torna necessária a capitalização da empresa.

Numa operação ‘harmónio’, o MARB reduz o seu capital social em montante igual aos suprimentos, seguido de um aumento de capital mediante a conversão de suprimentos em capital.
A autarquia não acompanha este aumento, ficando com uma posição residual de 1% no capital social da sociedade, subscrevendo a SIMAB integralmente o reforço do capital.
Assim sendo, esta operação contabilística não representa qualquer custo financeiro para o Município, não absorvendo este os prejuízos do MARB.

A proposta de recapitalização do MARB foi aprovada recentemente pela Assembleia Municipal de Braga, considerando o presidente da Câmara, Ricardo Rio, que a situação de degradação financeira a que chegou a empresa deixou o Município sem outra alternativa para a salvaguarda da mesma. “A Câmara Municipal de Braga não perde com esta operação nada de diferente do que perdeu nos últimos anos”, alegou o edil.

Na última reunião da Assembleia Municipal, Pedro Casinhas, da CDU, justificou o voto de abstenção desta força política à recapitalização do MARB, mas questionou como foi possível chegar à actual situação financeira.
“Recordamos que o Município tem uma participação importante no MARB, que vai reduzir-se a 1%, pelo que é legítimo que nos perguntemos o que andaram a fazer durante estes anos de acumulação de prejuízos”, considerou o eleito da CDU.

“Quem, no Município, é responsável pelo acompanhamento e defesa dos interesses municipais no MARB? Sabia ou não do desacalabro financeiro? Por que nunca foram prestadas contas aos órgãos municipais?”, foram outras interrogações lançadas por esta força política.
Sobre esta última dúvida, o presidente da Câmara Municipal esclareceu que o nível de participação no capital social do MARB não obrigava a reportar informar informação ao executivo municipal.
A CDU lamenta “a perda de uma posição estratégica num sector crucial para o desenvolvimento local.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.