Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Calouste Gulbenkian leva a palco inquietações dos jovens nos dias de hoje
Famalicão dá apoio extra de 70 mil euros para Bombeiros e Núcleo da Cruz Vermelha

Calouste Gulbenkian leva a palco inquietações dos jovens nos dias de hoje

Torrestir distribui 1 milhão de luvas em instituições de idosos

Calouste Gulbenkian leva a palco inquietações dos jovens nos dias de hoje

Braga

2020-02-17 às 06h00

Paula Maia Paula Maia

Teatro musical que terá lugar nos dias 21 e 22, no?Theatro?Circo promete ser um espectáculo único que fala dos jovens e as suas reflexões neste mundo global. ‘Intervalo’ é o nome dado a este original, encenado pela jovem actriz Catarina Carvalho Gomes.

Intervalo. Este é o tema do espectáculo de teatro musical que o Conservatório de Música Calouste Gulbenkian leva o palco do Theatro Circo nos próximos dias 21 e 22.
Uma combinação de teatro e música que coloca a tónica nas reflexões e inquietações dos jovens nos dia de hoje. Porquê Intervalo? Porque é geralmente nos intervalos das suas tarefas diárias que surgem, de forma espontânea e sem filtros, por vezes em diálogo com os seus pares, as mais profundas e genuínas reflexões, pensamentos sobre o mundo em que vivem. Reflexões muitas vezes ‘afogadas’ nos paradigmas que as sociedade traçou para eles, sem que para tal lhes fosse pedida qualquer opinião.
‘Intervalo’ é um espectáculo peculiar. O texto, da autoria da Catarina Carvalho Gomes (juntamente Maria da Fonte), uma jovem actriz de 22 anos que assume o papel de encenadora, baseia-se nas opiniões dos próprios alunos da escola, obtidos através de questionários. Por isso, o papel, a interpretação lhes sirva ‘como uma luva’ ou ‘um fato à medida’, onde os papéis se fundem, onde a ficção toca na realidade.
No palco, como nos intervalos, vão ter oportunidade de se expressar de forma livre sobre o que os inquieta. O ambiente, a escola, a sociedade são alguns dos temas abordados. Mas há mais. Porque ser jovem nos dias de hoje é também ser portador de uma opinião própria, ter voz activa, embora muitas vezes não levada a sério.
“O espectáculo dá primazia ao tempo de pausa, ou seja, o que se aprende quando não há nada para fazer de forma obrigatória. Podemos perceber como é que os jovens lidam uns com os outros durante essas pausas, o que aprendem, como se relacionam, de que temas é que falam, que preocupações é que têm, o que questionam quando estão em pausa, em intervalo, em recreio”, afirma a encenadora, enfatizando que este espectáculo é uma espécie “jogo” a partir do qual se desenrola todo o seu enredo. Um jogo que permite às personagens falarem de si próprias, desabafarem, revelarem confissões, frustações, sonhos, desejos, desafios. “À medida que cada personagem vai falando vamos tendo acesso à sua esfera pessoal, ao seu mundo”, diz ainda Catarina Carvalho Gomes.
A música reforça a mensagem. “Muitas vezes a música ajuda-os a expressar sentimentos e bloqueios emocionais”, justifica a encenadora, acrescentando que as ideias que estão na base do espectáculo surgiram também da selecção musical que foi efectuada e que é muito ecléctica. “Apoiámo-nos nas letras das músicas para desenvolver cada uma das personagens de forma a criar uma coerência dramatúrgica e musical”.
Quase podemos arriscar que este é um espectáculo de jovens com uma mensagem global, muito abrangente. Uma oportunidade para lhes dar voz sem que sejam interrompidos, onde arte se coloca totalmente ao seu dispor, dando-lhe uma ‘roupagem’ à qual é impossível ficar indiferente. “O que pretendíamos é que fossem o mais responsáveis possível pelo que estão a fazer em palco”, diz Catarina Carvalho Gomes.
Considerando “ousado” dizer que as inquietações que serão levadas a palco sejam as mesmas de todos os jovens, Catarina Gomes Carvalho admite, no entanto, que muitas serão transversais a esta faixa etária.
O mote está dado. Certamente que não vai dar como perdido os 90 minutos (sensivelmente) de espectáculo que terá lugar já esta sexta-feira e sábado, a partir das 21.30 horas, na sala principal do Theatro Circo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho