Correio do Minho

Braga, sábado

Bragacine quer ser festival de referência nacional
Póvoa de Lanhoso desperta consciências para a Violência Doméstica

Bragacine quer ser festival de referência nacional

Amares: Festival das Papas quer atrair 30 mil e gerar 660 mil euros

Braga

2018-11-16 às 09h00

Miguel Viana

Festival decorre hoje e amanhã no Braga Parque e inclui a estreia nacional de filmes e homenagens às actrizes Lydia Wilson e Isabel Ruth.

O Festival de cinema BragaCine pretende ser um festival de referência nacional. A posição foi assumida ontem, na apresentação da edição número 16 do festival , agendado para hoje e amanhã, nos Cinemas Nos Braga Parque.
“O grande objectivo do BragaCine é ser um grande festival. O que nos falta é apenas um maior apoio financeiro. Temos umas salas fantásticas para realizar o festival, e o ano passado tivemos lotação esgotada”, apontou Artur Barros Moreira, programador do festival e responsável pelo Cine Clube da Universidade do Minho.
Uma pretenção que merece o apoio do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ).

“O BragaCine é um festival de cinema que, pelas suas características se torna incontornável. Há eventos de referência que surgiram de pequenos grupos. Estamos a falar do ‘Curtas’, de Vila do Conde’, do ‘Cinanima’, do Fantasporto’ e que começaram como o BragaCine, através de uma pequena associação”, lembrou Vítor Dias, delegado regional do Norte do IPDJ.
O festival arranca hoje á noite (21.30 horas), com a exibição do filme ‘Isto é Vida’, de Dan Fogelman, e das curtas-metragens ‘Entreespaços’ , ‘Ruas’ e ‘Awaken’. Às 00.30 horas são exibidas as curtas-metragens ‘Cinco Cigarrilhas’ e ‘O Diabo Veste Plástico’, seguindo-se a estreia nacional do filme ‘I Still See You’ (de Scott Speer).

Amanhã é a vez de serem exibidas as obras ‘Através da Sombra’(de Walter Lima Junior), ‘O Som dos Sineiros e Mergulho no Cávado’ (ás 15.10 horas) , de ‘Raiva’ (de Sérgio Tréfaut), ‘Avesso (ás 17.30 horas). Meia hora depois estreia, a nível nacional, o filme ‘Yardie’ (de Idris Elba), seguida da curta-metragem ‘Shinigami’. A sessão de encerramento é constituída pelo filme ‘Uma Guerra Pessoal’, em estreia nacional, e pela homenagem às actrizes Lydia Wilson (‘Star Trek Beyond’) e Isabel Ruth.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.