Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Braga: Museu Pio XII acolhe mostra com alta costura
Abel Ferreira: “Se é para isto, tirem o VAR deixem-nos errar à vontade”

Braga: Museu Pio XII acolhe mostra com alta costura

Município de Celorico de Basto planta camélias pela vila

Braga

2012-01-20 às 09h01

José Paulo Silva

Óscar Casares inaugura em Dezembro a exposição que assinala os seus 20 anos de carreira. O ‘glamour’ do mundo da moda chega ao Museu de Arqueologia e Arte Sacra.

Aliar a arte à solidariedade é um dos propósitos da exposição ‘De Mãos Dadas’ que inaugurará no Museu Pio XII a 8 de Dezembro e que estará patente até à Páscoa de 2013. Apresentada ontem com grande antecedência, a exposição assinala os 20 anos de carreira do artista plástico bracarense Óscar Casares.

Fatos de alta costura, joalharia e pintura serão acolhidos no museu dedicado à arqueologia e à arte sacra. Um quadro pintado para a Bienal de Arte Contemporânea de Florença, comemorativo dos 20 anos de carreira da Madonna, e o vestido que a actriz Nicole Kidman usa num quadro pintado por Óscar Casares constituem dois dos atractivos da exposição ‘De Mãos Dadas’, a par de um colar de pedras preciosas executado pelo mestre Rui Meira com design de Óscar Casares.
Metade das receitas de bilheteira da exposição reverterão a favor da Cáritas de Braga e dos Médicos Sem Fronteiras.

Ontem, o artista bracarense declarou que “pretende promover iniciativas associando a beneficência à cultura”. José Paulo Abreu, director do Museu Pio XII, antecipa ‘De Mãos Dadas’ como “uma exposição rara” pelo valor da peças que apresentará, confiando que a mesma “cative novos públicos para o Museu”. O director do Museu Pio XII classificou Óscar Casares como “um artista que honra a cidade de Braga” e justificou o acolhimento para a exposição comemorativa dos seus 20 anos de carreira com a política de promoção do trabalho dos artistas bracarenses. “O Museu Pio XII é uma casa aberta à cultura e potenciadora da cultura”, disse.

Quase um ano antes da abertura de ‘De Mãos Dadas’, Óscar Casares antecipa o visitante numa exposição onde está presente “o retrato e a sua reinterpretação ao longo dos anos” e que dedica espaços aos têxteis e à joalharia, mas também “ao savoir faire da alta costura e do guarda roupa para teatro e cinema”. “Croquis originais, nunca revelados anteriormente” serão expostos no Museu Pio XII por um artista representado em mais de 300 colecções privadas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.