Correio do Minho

Braga,

- +
Braga e cidade iraniana de Yazd desenham plano de cooperação
Onze metros para se quebrar jejum

Braga e cidade iraniana de Yazd desenham plano de cooperação

Cabeceiras de Basto regista crescimento da natalidade em 29%

Braga e cidade iraniana de Yazd desenham plano de cooperação

Braga

2021-04-14 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

Memorando entre Braga e Yazd vai ser assinado em breve. Cooperação empresarial e tecnológica são aposta para duas cidades geograficamente distantes mas com muito em comum.

Um memorando de entendimento entre Braga e a cidade iraniana de Yazd deverá ser assinado brevemente com vista à regulação da cooperação bilateral, nomeadamente a nível empresarial e tecnológico.
O desejo foi manifestado ontem pelo presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Yazd, Mohammad Reza Ghomi, no webinar ‘Oportunidades de Negócio na região de Yazd - Irão’, promovido pela InvestBraga e pela embaixada deste país em Portugal.
No mesmo sentido, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, defendeu que a coperação entre os dois países se deve materializar a nível local.
Existem “inúmeras oportunidades de cooperação entre Portugal e o Irão, não apenas a nível nacional, como também entre cidades, empresas e outras instituições”, defendeu o autarca, garantindo que a Câmara Municipal de Braga “está fortemente empenhada em construir uma relação duradoura com diversos países e agentes económicos, no sentido de colocar Braga no radar do investimento internacional.
No webinar, o embaixador do Irão em Portugal, Morteza Damanpak Jami, reafirmou a disponibilidade do seu país em aprofundar as relações comerciais com Portugal.
“Apesar da distância geográfica, Portugal e o Irão partilham desde o século XVI uma história comum em termos de política económica”, destacou o diplomata que visitou Braga em Novembro do ano passado (ver caixa).
Segundo Morteza Damanpak Jami, entre 2015 e 2018, mais de 180 empresas portuguesas de diversos sectores de actividade operaram no Irão, a segunda maior economia da região do Médio Oriente e Norte de África, a seguir à Arábia Saudita.
Uma dessas empresas é a ‘Mota Ceramic Solutions’, presente naquele país do Médio Oriente desde 2009, tendo o seu director de vendas, Paulo Vigário, aconselhado os empresários portugueses a realizarem os seus investimentos com “representan- tes locais”.
Metalurgia, energias renováveis, construção, saúde e turismo são algumas das oportunidades de negócio que se oferecem às empresas portuguesas no Irão, particularmente na região de Yazd, considerada uma das mais empreendedoras daquele daquele país de 83 milhões de residentes, mas que é porta de entrada para um mercado mais alargado de 300 milhões de pessoas.
“À semelhança de Braga, Yazd é uma cidade com uma grande história e um grande dinamismo, com uma presença muito forte do ponto de vista da cultura, da investigação e do empreendedorismo, da inovação, áreas que Braga tem valorizado nos últimos anos”, destacou o presidente da Câmara Municipal de Braga.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho