Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
“Braga continuará a seguir na linha da frente do melhor que temos em Portugal”
Município de Famalicão promove webinnar sobre utilização do novo balcão de atendimento digital

“Braga continuará a seguir na linha da frente do melhor que temos em Portugal”

“Estamos a passar por uma fase menos exuberante”

“Braga continuará a seguir  na linha da frente do melhor  que temos em Portugal”

Braga

2021-04-07 às 10h00

Redacção Redacção

Município veio a público esclarecer alegadas ‘compra’ da mais recente distinção como Melhor Destino Europeu, apontando o dedo a grupos nacionais e locais de denegrirem a cidade à boleia de “inenarráveis declarações”.

Face às críticas vindas a público sobre a candidatura e a eleição de Braga como Melhor Destino Europeu 2021, o Município de Braga veio a público esclarecer que no decurso das “inenarráveis” declarações do ex-presidente da Associação de Hotéis do Algarve sobre as alegadas ‘compras’ de reconhecimentos turísticos internacionais, vários têm sido aqueles que procuram “calvalgar” tal menção para “atacar e denegrir” a cidade de Braga, sugerindo “expressa ou implicitamente” que o mesmo tinha acontecido com o reconhecimento da cidade como Melhor Destino Europeu em 2021.
“Entre estes, é fácil reconhecer dois grupos diversos mas convergentes nos seus objectivos”, refere o Município numa nota enviada à imprensa, referindo que no primeiro estão inseridos os que, a nível nacional, “convivem mal com os múltiplos êxitos de Braga em diversas frentes e que não hesitam em tenter minorar a cidade, as suas instituições e os seus cidadãos”. Os segundos, inseridos nos meandros políticos locais, “que procuram usar esses ataques a reconhecimentos que tanto desconforto lhes causam para visar os responsáveis do município, sem cuidar de que é o bom nome de Braga que estão a pôr em causa”.
“Para os primeiros, se Lisboa ou Porto são reconhecidas internacionalmente, é um acto de justiça para com os seus méritos próprios. Se Braga conquista exactamente o mesmo reconhecimento, é porque cuidou de ‘comprar’ a organização e manipular o processo”, prossegue o município, justificando que esta é uma narrativa “fácil, recorrente, com múltiplos reflexos em omissões mediáticas e injustiças na gestão pública, que só torna mais difíceis, mas igualmente mais saborosos os triunfos que colectivamente alcançamos neste território”.
Ainda em relação ao segundo grupo, o município bracarense assume que “o ridículo que transparece da sua frustação com os sucessos do concelho é a melhor ilustração da falácia dos seus argumentos: Braga é Melhor Destino Europeu? Foi comprado. Braga está em terceiro lugar na qualidade de vida do Eurobarómetro da União Europeia? Foi comprado. Braga está em terceiro lugar na qualidade de vida no questionário da DECO Proteste? . A lista é quase tão infindável quanto os reconhecimentos que Braga, o município, o executivo municipal e os bracarenses receberam ao longo dos últimos anos, em todos os domínios da nossa vida colectiva”.
Sobre os termos em que decorreu esta participação na competição, o edil esclarece que a inscrição foi feita por aquisição de contratação pública, de forma “transparente, correcta e honrosa, tendo a mesma um custo de 16 830 euros, tal como foi transmitido ao Município, e que ocorre com quaisquer cidades portuguesas ou europeias que se queiram candidatar a este prémio.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho