Correio do Minho

Braga, terça-feira

Bombeiros Municipais de Viana do Castelo começam formação
Arsis Duo vence II Concurso de Música de Câmara com Guitarra

Bombeiros Municipais de Viana do Castelo começam formação

GNR sensibiliza para limpeza de terrenos

Alto Minho

2017-11-14 às 06h00

Redacção

O presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, assinou ontem com os doze novos Bombeiros Municipais recrutados, os contratos de trabalho. A partir de ontem, os dez homens e duas mulheres vão efectuar formação de um ano, depois de um processo de recrutamento aprovado em reunião de câmara tendo em conta a diminuição dos recursos humanos ao serviço e ao aumento do volume de trabalho.

O presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, assinou ontem com os doze novos Bombeiros Municipais recrutados, os contratos de trabalho. A partir de ontem, os dez homens e duas mulheres vão efectuar formação de um ano, depois de um processo de recrutamento aprovado em reunião de câmara tendo em conta a diminuição dos recursos humanos ao serviço e ao aumento do volume de trabalho.

De acordo com a proposta aprovada, durante os últimos anos verificou-se uma diminuição dos recursos humanos ao serviço do Corpo Municipal de Bombeiros da autarquia, sobretudo devido às regras de aposentação destes trabalhadores, o que originou a realização de grande volume de trabalho suplementar, situação que foi mantida atendendo às rígidas limitações no âmbito do recrutamento de trabalhadores, e que importa agora reverter.

Para inverter o processo e porque existem postos de trabalho vagos no mapa de pessoal da autarquia nesta área, foi aprovado um procedimento concursal para 12 bombeiros recrutas, da carreira de Bombeiros Municipais, que agora entraram ao serviço.
Os Bombeiros Municipais foram fundados em 22 de Março de 1780 com a designação original de Companhia da Bomba, sendo actualmente o terceiro mais antigo de Portugal, logo a seguir aos Sapadores de Lisboa e Porto.

Tem como função e objectivo principal o salvamento e protecção de pessoas e bens, tendo como área de actuação o Município de Viana do Castelo a quem cabe a responsabilidade e intervenção prioritária, apoiando, no entanto, outros Corpos de Bombeiros fora deste sempre que solicitado pela estrutura da Autoridade Nacional de Protecção Ci- vil. O corpo tem uma estrutura profissionalizada, possuindo veículos de combate a incêndios, veículos tanque, um veículo auto-escada com trinta metros, ambulâncias de socorro, viaturas de socorro e assistência estratégica, veículo de comando, um de apoio a mergulhadores, veículos de apoio diverso e bote de socorro e resgate.

Em termos de capacidade intervenção, está preparado para incêndios, desobstrução e desencarceramento, matérias perigosas, salvamento em grande escala, ambiente subaquático e mergulho e ambientes de condições atmosféricas e anti-corte.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.