Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Bombeiros de Barcelinhos celebram centenário com livro e inauguram centro de reabilitação
Póvoa de Lanhoso presta tributo ao ‘O Victor’ pelos seus 50 anos

Bombeiros de Barcelinhos celebram centenário com livro e inauguram centro de reabilitação

SC Braga equaciona com a DGSo regresso dos adeptos aos estádio já na Supertaça

Bombeiros de Barcelinhos celebram centenário com livro e inauguram centro de reabilitação

Cávado

2021-06-23 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

Associação humanitária dos Bombeiros de Barcelinhos celebram a passagem do seu 100.º aniversário, com um programa que arranca amanhã. Já no próximo domingo é inaugurado um novo serviço: o Centro de Reabilitação Física e Mental.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos iniciam amanhã, 24 de Junho, as comemorações do seu centenário, com o hastear das bandeiras, dando mote a um ano “muito especial” que se pretende que fique marcado pela conclusão das obras no quartel.
Neste dia de aniversário realiza-se a habitual eucaristia comemorativa na Igreja Matriz de Santo André de Barcelinhos, às 19.15 horas.
Nascida da vontade de homens dedicados, a associação humanitária de Barcelinhos arranca o programa de celebrações dos 100 anos com a abertura de um Centro de Reabilitação Física e Mental já no próximo domingo, dia 27, nas instalações do quartel da corporação.
Trata-se de um novo serviço que passa a ser disponibilizado à comunidade de forma a proporcionar mais uma resposta social e também em termos de saúde física e mental a todos os barcelenses.
São várias as actividades que vão ser promovidas ao longo do ano para assinalar a passagem de uma data tão importante para a corporação de Bombeiros Voluntários de Barcelinhos, com destaque para a publicação de um livro que contará toda a história dos 100 anos da instituição, preservando as suas memórias e todo o seu trabalho ao longo dos anos em prol da comunidade barcelense.
José Arlindo Costa, que preside à direcção da associação, diz que a edição desta obra será “um marco” para assinalar o centenário, mas sobretudo para honrar “a memória de todos quantos serviram e servem este corpo de bombeiros e se entregaram à causa humanitária”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho