Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Biblioteca cada vez mais comprometida em não deixar ninguém para trás
Guerreiros infelizes em Leiria cedem o troféu ao Sporting

Biblioteca cada vez mais comprometida em não deixar ninguém para trás

Esposende isenta famílias e empresas de tarifas

Biblioteca cada vez mais comprometida em não deixar ninguém para trás

Braga

2020-11-27 às 12h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Semana da Inclusão iniciou-se ontem com o reforço da rede de parceiros com que a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva trabalha para se tornar cada vez mais inclusiva, levando a leitura e a informação a todos, incluindo os que têm deficiência.

"Queremos ser uma biblioteca cada vez mais inclusiva, com serviços e com documentos cada vez mais inclusivos que permitam chegar a todos". A ambição foi assumida ontem pela directora da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva (BLCS), Aida Alves, na abertura da quinta semana da inclusão "Incluir+".
Ao longo dos últimos dez anos, a BLCS tem vindo a estabelecer parcerias com organizações de diferentes quadrantes, sempre com o objectivo de levar o livro e a leitura e de facilitar o acesso à informação a todos, incluindo os cidadãos com necessidades específicas.
Ontem, esta rede de parcerias foi reforçada com a assinatura de protocolos com mais quatro instituições: o Centro Terapêutico SalusLive; a Associação YAY Educação em Inclusão; o Centro Novais e Sousa da Associação Creche de Braga e a Need Cooperativa.
Para Aida Alves, as instituições que trabalham na área da deficiência são os melhores parceiros para ajudar a BLCS a cumprir a sua missão de inclusão.
"Precisamos de vós para ganhar força sobretudo na área da deficiência" assumiu a directora da BLCS, reforçando que os quatro protocolos assinados ontem selam o "compromisso institucional de continuarmos juntos num percurso que vai para além da semana da inclusão".
Em nome da BLCS assinou os protocolos a presidente do Conselho Directivo, que é também vice-reitora da Universidade do Minho (UMinho), Manuela Martins, que realçou o "grande alcance” da semana da inclusão, felicitando a BLCS "pelo papel meritório que desempenha na cidade, não só pela promoção da leitura, mas sobretudo por não deixar ninguém para trás neste processo".
Manuela Martins defende que o acesso ao livro e ao conhecimento "é uma aspiração que deve ser de todos e temos que criar as condições para que todos possam fazê-lo".
A presidente do Conselho Directivo acredita que este é um trabalho que a BLCS "sabe fazer bem" como comprova o prémio de inclusão conquistado o ano passado.
A propósito dos protocolos ontem assinados, Manuela Martins sublinhou que a BLCS não trabalha sozinha e integra uma rede de cerca de duas dezenas de parceiros, destacando a parceria com as escolas no contexto da importãncia de "sensibilizar os mais jovens para uma sociedade mais inclusiva e para o respeito do direito à diferença".
A vice-reitora da UMinho vê na semana da inclusão “uma iniciativa de grande mérito” ao procurar “melhorar o grau de consciência da comunidade em relação às pessoas com deficiência”.
Manuela Martins considera que “a consciencialização é algo que deve estar, em permanência, nos nossos objectivos enquanto instituição pública”.
A presidente do Conselho Executivo da BLCS acredita que a semana da inclusão “irá contribuir para reforçar os laços da Biblioteca com a cidade e, ao mesmo tempo, para uma maior aproximação da cidade às associações que trabalham, com muito mérito, na defesa daqueles que mais precisam”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho