Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
BE denunciou mau estado do Estádio 1.º de Maio
André Pinto vence Testes de Apuramento para a Seleção Nacional

BE denunciou mau estado do Estádio 1.º de Maio

Universidade do Minho abre as portas em formato online

BE denunciou mau estado do Estádio 1.º de Maio

Braga

2021-02-27 às 10h00

Miguel Viana Miguel Viana

Espaço sofre de infiltrações e painéis de bronze foram vandalizados. Bloco de Esquerda perguntou ao Governo se tem conhecimento da situação.

A deputada do Bloco de Esquerda (BE) na Assembleia da República Alexandra Vieira, denunciou ontem o mau estado de conservação em que se encontra o Estádio 1.º de Maio. Num encontro com os jornalistas à porta do estádio, Alexandra Vieira apontou o estado em que se encontram os dois painéis da fachada como exemplo da deterioração de toda a estrutura desportiva.
“Estes painéis de bronze são bastante valiosos, porque são do escultor Barata Feio e necessitam de obra urgente de reabilitação”, indicou a deputada bloquista.
O estádio apresenta ainda infiltrações nas salas existentes debaixo das bancadas, especialmente na ala nascente.
Apesar de ser propriedade da Câmara Municipal de Braga, o mau estado de conservação do Estádio 1.º de Maio motivou uma pergunta do BE ao Ministério da Cultura, através da Assembleia da República.
“O que nós perguntamos é se o ministério tem conhecimento do avançado estado de degradação do estádio, que é considerado património municipal, e se tem algum mecanismo, de forma a que a Câmara Municipal fique sensibilizada para esta questão e proceda às obras de reabilitação que são necessárias”, afirmou Alexandra Vieira.
A deputada lembrou que aquela estrutura deixou de ter qualquer obra desde que foi inaugurado o Estádio Municipal, em 2004.
A intervenção prioritária, no entender do BE, deve ser feita nas alas nascente e poente. “A questão mais urgente é a infiltração das águas, que está a pôr em causa a estrutura do edifício, e depois, a preservação destes painéis que são muito valiosos. Para não falar do pórtico de entrada, que foi destruído num aci- dente”, disse Alexandra Vieira. O assunto deverá ser abordado numa moção a apresentar pelo partido na Assembleia Municipal de Braga.
José Ribeiro, militante do partido e membro da Assembleia da União de Freguesias de S. José de S. Lázaro e S. João do Souto, e que se assumiu como um dos utentes do espaço, recordou que o estádio é procurado por atletas federados das mais diversas modalidades.
“Toda a ala nascente está encerrada desde Novembro de 2019. A malta que usa a pista de atletismo utilizava os balneários, que estão fechados. Os atletas equipavam-se nos balneários das Piscinas. Quando elas abrirem no Verão, vai haver outra vez competições e não há instalações condignas para os atletas”, frisou José Ribeiro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho