Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Barcelos: Presidente da Câmara atribui 82 mil euros em bolsas de estudo a estudantes universitários
Amares: ISAVE inicia Pós-Graduação em Urgência e Emergência

Barcelos: Presidente da Câmara atribui 82 mil euros em bolsas de estudo a estudantes universitários

Vizela: A árvore generosa' no Coreto do Parque das Termas

Cávado

2018-02-12 às 16h23

Redacção

Miguel Costa Gomes apelou aos jovens estudantes para que estes compensem com o seu esforço a continuação deste benefício, já que, para o conseguirem, os alunos têm de ter uma média mínima de 13 valores.

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, entregou na manhã de sábado, dia 10 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, as bolsas de estudo a 112 estudantes do ensino superior, admitidos na primeira fase.

Na sua intervenção, o Presidente fez saber que, desde 2009, o executivo por si liderado tem vindo a fazer uma aposta clara na educação, quer em infraestruturas, quer em apoios pedagógicos e recursos humanos, salientando que a educação é a base estruturante da nossa sociedade.

Miguel Costa Gomes apelou aos jovens estudantes para que estes compensem com o seu esforço a continuação deste benefício, já que, para o conseguirem, os alunos têm de ter uma média mínima de 13 valores.

No presente ano letivo, foram admitidas 144 candidaturas, distribuídas pelos diferentes escalões, com base no seu rendimento per capita.

As bolsas destinam-se a apoiar os estudantes residentes no concelho há mais de dois anos, matriculados em curso que confere grau académico de licenciatura, mestrado integrado ou curso técnico superior profissional com aproveitamento escolar no último ano letivo que frequentaram, com uma média igual ou superior a 13 valores, que solicitaram bolsa de estudo no estabelecimento de ensino superior que frequentam, e que não possuam um rendimento mensal per capita superior a 85% do Indexante aos Apoios Sociais (IAS). O valor da bolsa é variável por escalões, tendo como montante máximo a atribuir 300,00 mensais, sendo complementar com a bolsa de estudo do estabelecimento de ensino superior frequentada.

O montante a atribuir nesta primeira é de 81.949,50.

A segunda fase de atribuição das bolsas de estudo destina-se aos estudantes cujos processos aguardam a entrega da notificação de atribuição da bolsa de estudo pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES).

Deixa o teu comentário

Últimas Cávado

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.