Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Autocarros da Avic voltam a circular em Viana do Castelo após parecer da AMT
Realidade do Turismo Equestre debatida em Esposende

Autocarros da Avic voltam a circular em Viana do Castelo após parecer da AMT

Assinado contrato para construção de habitação a custos controlados em Fafe

Autocarros da Avic voltam a circular em Viana do Castelo após parecer da AMT

Alto Minho

2024-06-24 às 16h25

Redacção Redacção

A Avic vai repor a partir de terça-feira o transporte público urbano e interurbano em Viana do Castelo, invocando um parecer da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) para que operadores do grupo sejam “adequadamente compensados” pelo serviço.

Citação

Em comunicado hoje enviado às redacções, o grupo acrescenta que no parecer de dia 17, o regulador económico independente considera que o “impasse” criado em torno da atualização do valor das compensações por Obrigações de Serviço Público (OSP), atribuído às operadoras, ao abrigo do programa Incentiva + TP, “não pode, nem deve prolongar-se no tempo, pela incerteza que causa tanto nos operadores do grupo AVIC, como nos passageiros”.

“O grupo Avic fará todas as diligências necessárias para que sejam integralmente respeitadas e cumpridas as recomendações da AMT. Esclarecida essa questão pela autoridade competente, que lhe dá o necessário conforto para ser compensado nos termos que sempre defendeu, o grupo Avic decidiu repor em funcionamento, a partir do dia 25 de junho [terça-feira], os serviços que suspendeu”, lê-se no comunicado.

A agência Lusa contactou a Câmara de Viana do Castelo, mas ainda não obteve reação da autarquia ao anúncio da transportadora.

No Alto Minho, foi revelado publicamente que os concelhos de Viana do Castelo e Ponte de Lima não chegaram a acordo com o grupo Avic quanto ao valor a praticar este ano.

O valor atribuído desde 2020 é de 250 euros, por dia, até 150 quilómetros percorridos.

Em Viana do Castelo, a autarquia propôs inicialmente que o valor da compensação por quilómetro atribuída ao abrigo dos apoios do Governo aos transportes públicos fosse atualizado para 285 euros, por dia, até 150 quilómetros.

Posteriormente, manteve o valor e reduziu o número de quilómetros para 125, mas o grupo Avic insiste nos 285 euros, por dia, até 100 quilómetros percorridos.

Face à ausência de acordo, o grupo Avic suspendeu no dia 13 o serviço público de transporte de passageiros (SPTP) em oito carreiras de transporte público urbano e interurbano em Viana do Castelo, bem como vários horários em diversas linhas consideradas "deficitárias".

Desde então, o SPTP naquelas carreiras passou a ser assegurado pela Câmara de Viana do Castelo de “forma transitória e a título excecional, com autocarros próprios e de forma gratuita”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho