Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Autarquia vianense homenageia campeão do mundo Sérgio Maciel
Câmara de Famalicão investiu cerca de 400 mil euros em manuais escolares para 6500 alunos

Autarquia vianense homenageia campeão do mundo Sérgio Maciel

Pecado da Sé: saborear a boa cozinha regional sem remorsos

Desporto

2018-09-11 às 17h24

Redacção

Atleta foi recebido na Câmara Municipal de Viana do Castelo pelo presidente José Maria Costa. Sérgio Maciel conquistou a única medalha de ouro de Portugal no Campeonato do Mundo de Maratona, em C1 sub-23, na prova que decorreu na vila de Prado.

O atleta vianense, Sérgio Maciel, foi recebido pelo presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo depois de se ter consagrado campeão do mundo em C1 sub-23, no Mundial de Maratona de Canoagem, que teve lugar na vila de Prado.
Na cerimónia, o jovem atleta teve oportunidade de apresentar ao autarca José Maria Costa a medalha de ouro conquistada em Vila Verde, depois de, em 2017, ter sido vice-campeão na mesma categoria.
Recorde-se que Sérgio Maciel já tinha sido reconhecido pela cidade como Cidadão de Mérito e foi galardoado na Gala do Desporto promovida pela Câmara Municipal, possuindo um curriculum invejável na canoagem.

Atleta desde 2006, foi campeão nacional de fundo C1 cadete e campeão nacional pista C1 cadete 200m, em 2014. Em 2015, venceu a Maratona Internacional de Crestuma C1 Júnior e foi prata na descida internacional do Rio Minho. Em 2016, foi campeão nacional maratonas C1 júnior, ingressou na selecção nacional e logo na primeira prova sagrou-se campeão europeu de maratonas C1 júnior 2016. Venceu a Short Race da Taça do Mundo de Maratonas.

No mesmo ano, sagrou-se vice-campeão do mundo de maratonas C1 júnior 2016, onde ficou conhecido por um gesto de fairplay que deu o título ao colega de equipa, já que, ao aperceber-se que este não tinha cruzado devidamente a meta, esperou por ele, dando-lhe a vitória, e alcançou o terceiro lugar C2 júnior no mesmo campeonato do mundo. A sua prestação no Campeonato do Mundo de Maratona, com este feito extraordinário de fair- play, valeu-lhe a atribuição do prémio ética no desporto 2016 pelo Comité Olímpico Português, assim como a atribuição do prémio de ética desportiva 2016 pelo Penatlon Clube de Lisboa. Em 2017, o jovem sagrou-se vice-campeão e agora subiu ao pódio com o ouro, alcançando o primeiro lugar no campeonato do mundo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.