Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Aumenta número de peregrinos que parte de Braga para Santiago
Vizela prepara geminação na Colômbia

Aumenta número de peregrinos que parte de Braga para Santiago

Bienal de Ilustração de Guimarães promoveu palestras

Aumenta número de peregrinos que parte de Braga para Santiago

Braga

2019-11-25 às 18h26

Redacção Redacção

Segundo os dados estatísticos fornecidos pelo Gabinete de Imprensa da Catedral de Santiago, “receberam a Compostela 341 peregrinos que completaram o Caminho da Geira e dos Arrieiros” no espaço de sete meses: de Abril a Outubro.

O Serviço de Peregrinos da Catedral de Santiago entregou até outubro, em média, mais de uma Compostela por dia a peregrinos que completaram o Caminho da Geira e dos Arrieiros, que liga Braga à capital da Galiza, na distância de 240 quilómetros. Segundo os dados estatísticos fornecidos pelo Gabinete de Imprensa da Catedral de Santiago, “receberam a Compostela 341 peregrinos que completaram o Caminho da Geira e dos Arrieiros” no espaço de sete meses (de abril a outubro).

A maioria partiu de Braga (216), Castro Laboreiro (103) e Ribadavia (8). Os restantes começaram o percurso em Berán, Entrimo e Lóbios (três em cada localidade); Gerês e Terras do Bouro (dois em cada) e Cortegada (um peregrino). Trata-se de uma média estatística de 1,56 peregrinos/dia.

A Compostela foi atribuída ainda a outros 536 peregrinos, entre janeiro e outubro, que começaram em Braga, mas seguiram percursos diferentes do Caminho da Geira e dos Arrieiros [contra um total de 594 somando todos os itinerários no ano passado].

Este caminho, percorrido sobretudo por portugueses, espanhóis e italianos, passou a integrar as estatísticas oficiais de atribuição da Compostela a 28 de março deste ano, data em que a igreja o reconheceu como itinerário de peregrinação jacobeia.

O delegado de peregrinações do cabido da Catedral de Santiago, o deão Segundo L. Pérez López, assinou na altura um certificado onde refere que o traçado cumpre "as condições de outros caminhos de peregrinação" e por isso "concede a Compostela" a quem o percorrer.
As associações ligadas à sua valorização referem, no entanto, que já foi concluído por mais de 700 pessoas, justificando a diferença com o facto de muitas não solicitarem a Compostela e as estatísticas não incluírem os primeiros três meses do ano.

Para constar no relatório anual do Serviço de Peregrinos da Catedral de Santiago de Compostela é necessário que o documento seja entregue a 500 pessoas por ano.
A Compostela é emitida a quem complete o Caminho de Santiago, percorrendo no mínimo os últimos 100 quilómetros a pé ou a cavalo, ou 200 quilómetros em bicicleta, e que declarem tê-lo feito por motivos religiosos ou religiosos/espirituais.

A validação dos quilómetros faz-se através da Credencial do Peregrino, que deve ostentar no mínimo dois selos por dia, nos últimos 100 ou 200 quilómetros, conforme o método utilizado, obtidos de preferência em estabelecimentos ou instituições ligados à Igreja e ao Caminho de Santiago.
O Serviço de Peregrinos da Catedral de Santiago de Compostela emite, em iguais condições, o Certificado de Distância, um documento que valida o número de quilómetros feitos.
A Associação Jacobeia do Caminho Minhoto Ribeiro e a Associação Codeseda Viva, bem como outras organizações envolvidas no projeto – como a que congrega as autarquias espanholas da região -, que investigam a história, património e o traçado necessários à validação do caminho [não possui rede de albergues, nem está marcado na totalidade, pelo que deve usar-se GPS], pretendem a sua oficialização até ao Ano Santo Jacobeu de 2021.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.