Correio do Minho

Braga, terça-feira

Assunção Cristas define meta de 116 deputados de centro-direita
Exposição ‘Minhotos de pele salgada’ convida a uma visita

Assunção Cristas define meta de 116 deputados de centro-direita

Santa Casa de Cerveira duplica capacidade de jardim de infância

Braga

2018-01-29 às 06h00

Redacção

Presidente do CDS/PP veio ao Congresso Nacional da Juventude Popular explicitar a estratégia do partido para as eleições de 2019: ser a maior parte possível de um bloco de centro-direita.

Conseguir o maior número possível do 116 deputados de bloco de centro-direita é objectivo do CDS/PP para as eleições legislativas de 2019, ontem declarado no XXII Congresso Nacional da Juventude Popular (JP), por Assunção Cristas.
A presidente do CDS/PP reforçou em Braga a declaração feita na noite de sábado em Vila Nova de Famalicão, no jantar de tomada de posse dos órgãos distritais do CDS/PP, durante o qual afirmou que, nas próximas legislativas, a discussão não será sobre quem ficará em primeiro lugar mas sobre quem consegue ter um bloco de apoio no parlamento de 116 deputados, podendo assim governar.
Perante os delegados ao congresso da JP, Cristas apontou para um grande aumento da representação do CDS/PP, precisando que o bloco de centro-direita de 116 deputados constitui o único cenário que coloca como meta para as eleições do próximo ano.

Vamos continuar a surpreender, garantiu a presidente do CDS/PP?no segundo dia do Congresso Nacional da JP, sustentada nos resultados que a sua própria candidatura à Câmara Municipal de Lisboa obteve nas eleições autárquicas de Outubro de 2017, afirmando-se como segunda força política na capital, à frente do PSD.
O resultado em Lisboa só surpreendeu quem não andou na rua connosco, considerou Cristas, que relevou o impacto que teve a acção realizada sábado à tarde, na cidade de Braga, no âmbito da iniciativa Ouvir Portugal.

No jantar em Famalicão, a líder centrista tinha deixado um aviso ao primeiro-ministro, alertando que às vezes o feitiço vira-se contra o feiticeiro e que, se desta vez foi António Costa a governar sem ter mais votos, nada garante que em 2019 seja o mesmo António Costa a fa-zê-lo. Houve alguém que perdeu as eleições e está a governar, e governará até ao fim com a ajuda das esquerdas unidas, disso não tenho dúvidas. Mas esse alguém também poderá ver um dia o filme virar. E o filme vira quando no centro direita nós tivermos 116 deputados, considerou.

Os jovens delegados do Congresso da JP, que reuniu em Braga para alteração de estatutos, foram desafiados pela presidente a arregaçar as mangas, a irem para a rua ajudar a retirar o rótulo de partido de ricos, elites e patrões que foi colado ao CDS/PP.
Estão convocados para chegarem a todo o lado, sobretudo aos mais jovens que têm uma liberdade imensa de mudar, afirmou Assunção Cristas.
A líder do CDS/PP?quer uma juventude centrista empenhada, não apenas para andar na rua a fazer campanha eleitoral, mas que também integre as listas de candidatos do partido.

Nuno Melo assume liderança da comissão política distrital

O eurodeputado Nuno Melo, que anteontem assumiu a presidência da comissão política distrital do CDS/PP, centrou parte do seu discurso de tomada de posse sobre a situação vivida na Autoeuropa, culpando o PCP pelo impasse entre trabalhadores e administração da empresa da empresa sobre os novos horários e o trabalho ao sábado.
No jantar de tomada de posse, em Vila Nova de Famalicão, que contou com a presença da líder do CDS, Assunção Cristas, Nuno Melo afirmou que o que o PCP e a extrema-esquerda estão a fazer na Autoeuropa é criminoso para um país que se chama Portugal.
Nuno Melo sucede a Altino Bessa na presidência da comissão política distrital do CDS/PP.

Este último, vereador na Câmara Municipal de Braga, foi eleito recentemente presidente da comissão política concelhia do CDS/PP.
Antes de assistir à tomada de posse dos órgãos distritais do CDS/PP, Assunção Cristas participou, na tarde de sábado, na iniciativa Ouvir Portugal, no centro da cidade de Braga.
Este roteiro do CDS/PP visa auscultar projectos e ideias dos portugueses sobre o futuro do País, distribuindo convites para que o façam através da internet.
A líder do CDS/PP passou algumas horas nas ruas de Braga, acompanhada dos líderes da distrital e concelhia, Nuno Melo e Altino Bessa.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.