Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Assembleia Municipal reconhece hotel junto à CP como estratégico
Protocolo com a Caetano Auto com vantagens para associados

Assembleia Municipal reconhece hotel junto à CP como estratégico

Jhonata Robert chega por empréstimo ao Famalicão

Assembleia Municipal reconhece hotel junto à CP como estratégico

Braga

2020-07-08 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Assembleia Municipal aprovou anteontem à noite, o reconhecimento de “empreendimento estratégico” para o hotel que vai ser construído no Largo da Estação, um investimento de 5,3 milhões.

A Assembleia Municipal de Braga deu luz verde ao reconhecimento de empreendimento estratégico para o novo hotel de seis andares que vai ser construído no Largo da Estação, em Maximinos, um investimento de 5,3 milhões de euros a concretizar pela Endutex - Hotéis. Os deputados da CDU e do Bloco de Esquerda votaram contra.
“O nosso voto não é contra o investimento. Todo o investimento é bem-vindo. Agora quando se pretende classificar qualquer investimento como estratégico, depois não sobra nada. Aqui a questão é a isenção. Não há motivos para dar estas isenções ao projecto. O investimento é privado, é um investimento para ter lucro e deve pagar por isso”, explicou António Lima, do BE, em declaração de voto.

Já antes da votação, Alexandra Vieira, também do BE criticou a construção de mais um hotel numa área (junto à estação de caminhos de ferro) onde existem já duas unidades hoteleiras, realçando que “este não é um investimento estratégico para o município”.
A deputada bloquista aproveitou ainda para criticar também a construção de um hotel no edifício junto às Convertidas, no centro a cidade, considerando que está a ser seguida uma estratégia “prejudicial à cidade”.
“Em breve vamos ter uma Braga playmobil, uma cidade falsa que não respeita a sua história, o seu património”, sustentou.

Também a CDU apontou o dedo ao reconhecimento do novo hotel junto à estação como “investimento estratégico”.
“A CDU vota contra porque nos é difícil compactuar com o expediente do investimento estratégico para contornar o regulamento do PDM”, afirmou Pedro Casinhas, realçando que, no entender da CDU, “este projecto não cumpre os critérios” para obter o referido reconhecimento.

“Tem sido sistemático este recurso à Assembleia municipal para contornar o regulamento do PDM”, acusou Casinhas.
Joaquim Barbosa, pelo PSD, considerou que “CDU e BE não têm razão”, lembrando que se trata de um investimento de cinco milhões de euros, que vai criar postos de trabalho, que via promover o uso de modos suaves de transporte uma vez que está perto do centro histórico e das zonas de serviços, além de que é uma unidade vocacionada para estadias curtas, de dois a três dias, e que tem também como alvo o turismo de negócios, proporcionando estadias mais económicas aos empresários.

O deputado do PSD realçou a ainda que a construção do hotel vai revitalizar uma área devoluta e em ruínas num ponto estratégico da cidade.
A Endutex - Hotéis pretende a construção de uma nova unidade da cadeia ‘Moov’, na frente norte do Largo da Estação, junto a outra unidade hoteleira já existente, ocupando o espaço de dois edifícios em adiantado estado de degradação.
A cadeia ‘Moov’, com hotéis em Porto, Évora e Curitiba, está direccionada para clientes de estadia curta ( duas ou três noites), com apetência para os modos suaves de transporte, pelo que a localização da futura unidade em Braga tem em contra a proximidade da estação ferroviária e do centro histórico.

Aprovados incentivos para investimentos locais

Numa sessão extraordinária para dar continuidade à reunião de 26 de Junho, que tinha sido suspensa devido ao adiantado da hora, a Assembleia Municipal de Braga também aprovou, anteontem à noite, a candidatura aos Incentivos ao Investimento Local da Vanibru - Comércio de Produtos Alimentares e de Hotti - Braga Hotéis.
A candidatura da Hotti - Braga Hotéis foi aprovada com os votos contra da CDU e do BE, e a abstenção de um deputado socialista. A CDU justificou o voto contra com o facto de considerar “inadmissível” o facto de que “não foi levado em conta, na avaliação do pedido de incentivos, a falta de avaliação do impacto ambiental e a falta de compromisso ambiental por parte da empresa”.

A candidatura, apresentada através da InvestBraga, visa a concessão de uma redução em 82,5%, por cinco anos, da taxa de IMI para o projecto de investimento de 11 milhões de euros do grupo realizar na Avenida Central num prédio do século XVIII, anexo ao do Convento das Convertidas. No projecto do hotel, do tipo quatro estrelas superior, é referido que o investimento, a concretizar em 24 meses, cria 60 postos de trabalho, 30 directos e os restantes indirectos. A inauguração está prevista para Janeiro de 2023.
Já a candidatura da Vanibru foi aprovada por maioria, apenas com a abstenção da CDU.

Em declaração de voto, António Lima explicou que o BE votou favoravelmente esta proposta por considerar que se trata de uma empresa que labora há muito tempo em Braga e que precisa de melhores condições para funcionar.
Referiu ainda que espera que o novo investimento sirva para “melhorar as relações” entre a empresa e os trabalhadores.
Neste caso, fica aprovada a isenção de 72% no IMI e em taxas municipais para o investimento de 9,4 milhões de euros que a empresa vai realizar na construção de novas instalações, em Esporões.

O investimento passa pela ampliação dos armazéns da Vanibru, obra que implica a demolição das actuais instalações e a construção de novas, de maior dimensão, bem como a aquisição de mais equipamentos de frio e de estantaria.
Segundo a candidatura, o investimento, a concretizar no prazo de 11 meses, implica a criação de dez postos de trabalho e a manutenção dos actuais 91 trabalhadores.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho