Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Arentim: população unida na recuperação da capela de S. Gonçalo
Vaudeville Rendez-Vous promove oficinas de circo contemporâneo

Arentim: população unida na recuperação da capela de S. Gonçalo

Coleção de Postais Digitais sobre o Mosteiro de S. Miguel de Refojos para visitar no Espaço BONINA, Porto, até final do mês

Braga

2019-01-11 às 07h00

Miguel Viana

Freguesia e paróquia de Arentim assinalaram ontem o dia de S. Gonçalo com uma eucaristia e animação musical. Capela vai ser alvo de intervenção.

Cerca de 100 pessoas participaram ontem na eucaristia em honra de S. Gonçalo, que decorreu na capela dedicada ao santo na freguesia de Arentim.
A missa foi celebrada pelo padre Manuel Joaquim, pároco de Arentim, para quem a festa em honra de S. Gonçalo permite revelar o momento religioso da freguesia.
“Esta festa permite-nos honrar o Beato Gonçalo e fazermos memória do passado, e para também darmos relevo a esta capela que estava um pouco abandonada. É uma forma de sensibilizar as e pessoas para a preservação do monumento”, disse o padre Manuel Joaquim.
A população respondeu afirmativamente ao desafio de ajudar a recuperar o monumento.
“Sim a população tem aderido e foi constituída uma comissão para angariar fundo para que possamos fazer as obras de recuperação da capela”, considerou o pároco local.
Uma opinião também partilhada pela Comissão de Festas em Honra de S. Gonçalo.
“É uma festa que, cada vez mais, une as pessoas. Com o intuito de requalificar a capela, metemos mãos à obra para requalificar a capela. A população tem sido fantástica em termos de participação, organização e ajuda. Aparecem de todo o lado para ajudar. Estão unidos nesta causa”, explicou Rui Costa, membro da Comissão de Festas.
Entre as intervenções mais prioritárias estão o telhado e o altar da capela.
“Uma parte muito importante é o restauro do altar, que é do estilo barroco, que está muito degradado, mas que tem de ficar para o fim. É a peça mais bonita desta capela”, destacou o padre Manuel Joaquim.
Os trabalhos contemplam ainda o arranjo do telhado, o reboco e pintura das paredes exteriores, a pintura das paredes interiores e a remodelação da parte eléctrica.
A cerimónia ficou, ainda, pela passagem de testemunhos entre juízes da comissão de festas.
A nova juíza é Ana Silva, e promete tudo afazer para ajudar a comissão de festas. “Espero ajudar naquilo que mais puder. Já ajudo há muitos anos. Com boa vontade de ajudar, faz-se tudo”, disse Ana Silva.
A festa incluiu ainda a actuação de Augusto Canário e venda de doces tradicionais.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.