Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Aproveite a ida à piscina e à praia fluvial também para ‘mergulhar na leitura’
Desemprego aumenta em Agosto

Aproveite a ida à piscina e à praia fluvial também para ‘mergulhar na leitura’

“Honrar o passado e construir um futuro que seja risonho”

Aproveite a ida à piscina e à praia fluvial também para ‘mergulhar na leitura’

Braga

2020-08-04 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva continua, este ano, o projecto PI-FLU - Mergulha na Leitura’. Depois do sucesso do ano passado, projecto chega este ano às piscinas de Lamas e da Rodovia é à praia fluvial de Adaúfe.

O sucesso do ‘PI- Flu - Mergulha na Leitura’, que a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva levou o ano passado às piscinas de Nogueira, Parretas e Dume, ditou o regresso deste projecto. Piscinas da Rodovia e de Lamas e praia fluvial de Adaúfe são os locais que vão acolher, durante este mês, o ‘PI-Flu - Mergulha na Leitura’. “As crianças, jovens e famílias são convidados a ouvirem uma história encenada pela companhia de teatro Rodamoinho, enquanto vão dar um mergulho”, informou a directora da Biblioteca Lúcio Craveiro da Sila, Aida Alves, desafiando as pessoas para aproveitar o tempo de Verão para “lerem o que mais gostam”.
Este projecto aconteceu em 2009 nas piscinas da Rodovia e da Ponte e “a experiência correu muito bem”, lembrou a directora, admitindo que para continuar o projecto era necessária uma estrutura de apoio. Foi possível o ano passado, tendo o projecto se tornado uma realidade. Durante os meses de Julho e Agosto, o ‘PI-Flu - Mergulha na leitura’ contou com o apoio logístico do pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Braga e das juntas e uniões de freguesia que aceitaram o desafio. “As três uniões e junta de freguesia agarraram a ideia e conseguimos um pólo de leitura nas piscinas das Parretas, de Dume, de Nogueira e da Rodovia”, recordou Aida Alves, confirmando “a forte adesão” ao projecto.
Para além dos pólos de leitura de livros, revistas e jornais, em cada uma daquelas piscinas os mais novos foram surpreendidos com leituras encenadas pelo grupo Malad’Arte.
Este ano, o projecto continua nas piscinas da Rodovia e de Lamas e na praia fluvial de Adaúfe. “Vamos levar um conjunto de históricas com a companhia de teatro Rodamoinho aos espelhos de água do concelho”, referiu a directora.
Para além da piscina da Rodovia, o projecto chega este ano também à piscina de Lamas, que “é um ponto mais periférico do concelho, mas tem uma piscina muito bonita e que tem recebido muitos veraneantes”, referiu Aida Alves, destacando aqui ainda a proximidade com a Mamoa de Lamas, mais um motivo de visita e de atracção para os bracarenses e não só.
“O ano passado foi uma festa e este ano contamos que o seja também, porque efectivamente as pessoas conseguem fazer aquela pausa de final de tarde e ouvir uma história debaixo da sombra de uma árvore”, deixou o repto.
Este ano, por causa da Covid-19 e seguindo as regras da Direcção Geral de Saúde não há livros nem revistas disponíveis para os veraneantes nas piscinas e na praia fluvial. Mas Aida Alves deixou o conselho: “podem sempre requisitar o livro que gostam na biblioteca”. A directora deixou ainda a mensagem: “aproveitem o tempo de Verão para ler um pouco mais, ler com gosto e o que gostam”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho