Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Aplicação ajuda a controlar efeitos da esclerose múltipla
Dias à Mesa propõem massas para a Meia Maratona de Famalicão

Aplicação ajuda a controlar efeitos da esclerose múltipla

Câmara de Caminha vai entregar 300 mil euros às freguesias para realização de obras

Aplicação ajuda a controlar efeitos da esclerose múltipla

Ensino

2019-11-04 às 06h00

Isabel Vilhena Isabel Vilhena

Da necessidade ao projecto: a app que ajuda a controlar os efeitos da Esclerose Múltipla é o mote da conversa médica na UMinho.

Uma doença, uma ideia e uma vontade enorme de ajudar quem dela padece. A história de uma aplicação que veio para mudar a vida de quem sofre de Esclerose Múltipla, ajudando a controlar os seus efeitos.
A história vai ser contada na primeira pessoa por João Medeiros na Conversa Médica intitulada ‘Da necessidade ao projecto: a app que ajuda a controlar os efeitos da Esclerose Múltipla’ que terá lugar na quarta-feira, no dia 7, na Escola de Medicina da Universidade do Minho.

João Medeiros sofre de Esclerose Múltipla e além de partilhar o seu testemunho de como é viver com esta patologia, irá também falar acerca da aplicação informática que criou em consequência de um dos sintomas que mais negativamente afecta o seu quotidiano: a incontinência urinária.
João explica que “tudo começou quando, certo dia, apresentava dormência nos membros do lado direito do corpo e, após, vários exames foi-lhe diagnosticado Esclerose Múltipla aos 39 anos de idade”.
Da necessidade ao projecto foi um passo muito ‘importante’ na vida de João Medeiros. E assim surgiu a ideia de transformar todos os seus apontamentos - relativos aos padrões comportamentais dos efeitos colaterais da disfunção da bexiga - numa ferramenta que conseguisse fazer a previsão dos seus momentos críticos.

“Foi a necessidade em várias situações fora de casa que me levou a criar esta ferramenta digital e que entendi que se seria útil para mim, então deveria partilhar com outras pessoas”, explicou ao ‘Correio do Minho’ João Medeiros que irá lançar, oficialmente, a aap BladdeRunner no próximo dia 4 de Dezembro, no Dia Nacional do Doente com Esclerose Múltipla.
A aplicação Bladderunner foi criada com o intuito de calcular a previsibilidade dos momentos críticos relacionados com a disfunção da bexiga, partindo de um algoritmo que conjuga a inserção dos dados pelo utilizador referentes à recorrência das visitas à casa de banho. É emitido um alerta com uma antecedência de 30 minutos, que permite ao utilizador prever a próxima ida à casa de banho, tendo assim um maior controlo sobre esta necessidade fisiológica. Para além disso, esta App pretende ainda conjugar outras informações relativas à dieta diária, à medicação e até mesmo ao estado de espírito dos pacientes, podendo servir como agenda de registo das actividades e como um localizador de casas de banho públicas nas imediações onde estes doentes se encontram.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.